CINECEARÁ 2029 (Ano 29) – A plateia calorosíssima do CineCeará é, em tudo, oposta aos sóbrios frequentadores do Palácio dos Festivais, em Gramado. Este ano, então, a plateia gaúcha estava muito contida. Até nas vaias. Ano passado, Osmar Prado, detentor do Kikito de melhor ator (por “Dez Segundos para Vencer”, na pele de Kid Jofre) discursou sob aplausos (parte da frente da sala, com gente de cinema) e vaias (parte do fundo). Em discurso histórico ele falou de sua trajetória e defendeu calmamente o ex-presidente Lula. E avisou que podiam vaiar, pois tal manifestação faz parte do estado democrático. Este ano, Gramado teve sua NOITE DOS KIKITOS mais politizada. Fora do cinema, manifestação de artistas foi recebida com pedras de gelo, copos e restos de comida. Mas dentro do cinema, discursos veementes contra o Governo Bolsonaro foram recebidos com palmas (na metade da sala próxima ao palco). A turma do fundão guardou as vaias. No CineCeará, a plateia aplaude os artistas, os filmes, os discursos, enfim externa uma alegria contagiante. Durante o filme “Maria do Caritó”, o público cantou junto com a protagonista do filme. Lilia Cabral ficou encantada com o que viu. Para registrar a calorosa plateia cearense, a assessora Anna Luiza Müller realizou foto de Fernanda Montenegro e Karim Ainouz (acima) no palco, como se fosse uma “selfie” com o público em estado de plena alegria. Depois, a equipe de Lília Cabral repetiu o gesto (foto abaixo).

Enviado do meu iPhone