+ BILHETERIAS BRASILEIRAS + HAMILTINHO HOLANDA NO

VALOR ECONOMICO (foto)

+ CINE HISPANO-AMERICANO, ERLON CHAVES DOC E SELECIONADOS DE HAVANA: MATERIAS NA REVISTA DE CINEMA/Uol

+ FEST ARUANDA 2018 + ZUZA DOC + MOSTRA GOSTOSO + IVANA NA CARTA CAPITAL + CHICO MARANHÃO FAZ SHOW NA

FUNARTE SÃO PAULO

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS:

……………………. Estreias:
. Grande Circo Místico………………..18.074
. Tudo Acaba em Festa…………………..9.549

…………………… Continuações:
. Tudo Por Um PopStar………………..1.108.951
. O Doutrinador……………………………….232.311
. Chacrinha, o Velho Guerreiro………….25.222
. Todas Canções de Amor……………………15.820

………..URUGUAI:
. Uma Noite de 12 Anos……………………64.948
……….MEXICO
. O Museu………………………………………..não disponível
… Nem os feriados (seis dias seguidos) ajudaram o cinema brasileiro a deslanchar neste ano terrível, de baixíssima auto-estima e outras coisas tão terríveis quanto. As duas principais estreias da semana tiveram desempenho sofrível. “Grande Circo Místico” estreou em 96 salas e fez média de 180 espectadores/sala. “Tudo Acaba em Festa”, uma comédia, estreou em 102 salas e vendeu apenas 9.549 ingressos (média de 94). Só para termo de comparação com um filme latino-americano, portanto, em nossa região: “Uma Noite de 12 Anos” (o filme do Pepe Mujica e companheiros) está em cartaz há oito semanas. Seus ingressos mostraram crescimento de 5%
em relação à semana anterior. E sua média segue de 370 espectadores/sala. O longa uruguaio permanece
em cartaz em 14 cinemas, em alguns, em todos os horários.

****NA REVISTA DE CINEMA/Uol:

***ERLON CHAVES EM
LONGA DOCUMENTAL NA TV

http://revistadecinema.com.br/2018/11/erlon-chaves-retorna-em-documentario-envenenado/

****NA REVISTA DE CINEMA/Uol:

TRÊS FILMES HISPANO-AMERICANOS EM
CARTAZ NO BRASIL: “MUSEU”, “SUEÑO
FLORIANÓPOLIS” E “UMA NOITE DE 12 ANOS”

http://revistadecinema.com.br/2018/11/tres-filmes-hispano-americanos-chamam-atencao-no-circuito-brasileiro/

****** FILMES BRASILEIROS NO

FESTIVAL DE HAVANA (ANO 40)

http://revistadecinema.com.br/2018/11/brasil-enfrenta-forte-concorrencia-no-festival-de-havana/

AMIGOS:
Vejam abaixo que instigante seleção de filmes
luso-latino-americanos montou o curador Roger Lerina para a competição do jovem Festival Cinema da FRONTEIRA…
(ver os selecionados nesta remessa).

+ LONGA DOCUMENTAL
SOBRE ZUZA HOMEM DE MELLO
NO ITAU CULTURAL (DIA 30)

+ FEST MIMO,
NESTE FINAL DE SEMANA, EM OLINDA (PE):
com filmes sobre Mussum, Wilson das Neves,
Arnaldo Antunes, entre outros.

+V MOSTRA MOSFILM DE
CINEMA SOVIETICO E
RUSSO NA CINEMATECA
BRASILEIRA + EXPÔ DE MATRIOSCAS
De 29 de novembro a 5 de dezembro

+ SHOW DE CHICO
MARANHÃO NA FUNARTE SP

+ FEST ARUANDA DO
AUDIOVISUAL BRASILEIRO 2018:
Em Jampa, capital da Paraíba,
de 6 a 12 de dezembro.
Filmes, debates, seminários, sapotis,
sorvetes de tapioca e muito sol

+ DOCUMENTARIO SOBRE
“ZUZA HOMEM DE MELLO”,
NoInstituto Itau Cultural, com distribuição
de ingressos no mesmo dia, uma hora antes
do início do espetáculo,
DIA 30 DE NOVEMBRO às 20h00.
Depois o filme vai passar
no Canal CURTA!

+ MOSTRA DE CINEMA
DE GOSTOSO, sob a luz
do luar e das estrelas, na Praia
do Maceió, em terra potiguar

+ “MEU NOME É DANIEL”,

DOCUMENTARIO DE DANIEL GONÇALVES, NA COMPETIÇÃO DO MEGA-FESTIVAL DE DOCUMENTARIOS DE AMSTERDÃ, E NA MOSTRA DE CINEMA GOSTOSO (NO RIO GRANDE DO NORTE)

*****HAMILTINHO HOLANDA
NO VALOR ECONOMICO (16-11-18)

** AVISO TARDIO:
Só ontem à noite tive tempo de ler o imenso perfil do músico carioca-brasiliense Hamiltinho Holanda, 41 anos, no Caderno EU, do Valor Econômico. Trata-se da mais completa matéria que já li sobre ele e sua trajetória como bandolinista, iniciada na infância. Me sinto uma espécie de “mãe” adotiva do artista. Ele nem me conhece!!!!!. Mas o vi crescer, em recitais de choro, em Brasília (cidade à qual ele chegou, aos 11 meses de vida e na qual se transformou no grande músico que hoje conhecemos).
Ele era um menino quando, com o irmão Fernando, integrava o Dois de Ouro, e tocava na Funarte DF e em locais onde se apresentava o grande Clube do Choro de Brasília. Ele relembra estes fatos todos e fala de sua devoção aos grandes de nossa música, Jacó, Pixinguinha (até posou como o genial compositor e instrumentista, na cadeira de balanço, no mesmo quintal, em Ramos, como fizera Pixinguinha para a câmara de Walter Firmo)…. Ele, Hamiltinho, recebeu o Valor (para a prestigada entrevista que dá estrutura ao À MESA COM O VALOR…) num bar que fica próximo à casa onde morou o genial Pixinguinha, no subúrbio carioca. Hoje, esta casa pertence a outra proprietária. Ela permite a ele — e só a ele — entrar lá com convidados… Enfim, tudo façam para ler a matéria. E acompanhem a carreira deste inquieto e criativo artista.

*****ARTIGO SÓLIDO E CONSISTENTE:
o melhor texto reflexivo que li sobre o regresso dos cubanos do MAIS MEDICO à Ilha é de CESAR FELICIO, no Valor Econômico, da última sexta-feira, dia 16 de novembro. Confiram!!!

*****Festival da Fronteira
anuncia programação

*Longas em Competição

“Rasga Coração” (2018) (Brasil), de Jorge Furtado.

“Meio Irmão” (2018) (Brasil),de Eliane Coster;

“Humberto Mauro” (2018) (Brasil), de André di Mauro;
“Cuadros en la Oscuridad” (2017) (Argentina/Mexico/Alemanha), de Paula Markovitch;
“O Labirinto da Saudade” (2018) (Portugal),de Miguel Gonçalves Mendes;