“MARIGHELLA”, O FILME (LIBERDADES HISTÓRICAS) + “ILUSÕES PERDIDAS” (BALZAC) NO VARILUX + FEST VITORIA HOMENAGEIA MARCELIA CARTAXO + “MADRE”, LONGA ESPANHOL + “O COMPOSITOR “ KHACHATURIAN NO CINEMA VIRTUAL + “DESERTO PARTICULAR” E “CRAVO”: ESTREIAS BRASILEIRAS DESSA QUINTA-FEIRA + “MOSCOU NÃO ACREDITA EM LÁGRIMAS” EM DVD CPC-UMES FILMES

****FEST VARILUX 2021 COMEÇA NESSA QUINTA-FEIRA:“ILUSÕES PERDIDAS”,
De Xavier Giannoli.
Por Balzac, por tratar-se de adaptação de um dos maiores romances do Ocidente, por constituir-se em uma das mais agudas radiografias da Imprensa (e da Crítica) e… por mais um solo de Gérard Dépardieu, na pele de um editor que não sabe ler, nem escrever, mas é craque nas contas!!!
+ FILME B ESTIMA 500 MIL ESPECTADORES PARA

MARIGHELLA, DE WAGNER MOURA (breve reflexão sobre o filme) — 1. Marighella não estava no assalto ao trem pagador
2. Fleury não estava no cinema
3. A sequência do hino cantado pelos jovens guerrilheiros

+ DOC “MARIGHELLA NA
TVT (TV DOS TRABALHADORES)

****MARIGHELLA, NOMES FICTÍCIOS E NOMES REAIS
Dia desses, ouvindo a “live” de Breno Altman com Mário Magalhães (20 MINUTOS, no YouTube), os dois discutiam o porquê de alguns personagens terem nomes reais (Marighella, Clara, Carlinhos) e outros nomes fictícios, mesmo que soubéssemos quem eram suas fontes de inspiração (o Velho Joaquim Câmara, o Jonas-Virgílio, etc)….
***Mário Magalhães citou duas liberdades tomadas por Wagner e seu corroteirista Felipe Braga