ALMANAKITO QUINTA-FEIRA (12-11-2020)  + FEST BRASILIA + MAR DEL PLATA + CLAIRE DENIS – MASTERCLASS DIA 14, NO FIMCine 2020 (FESTIVAL) + TAPAJÓS (VENTURI) + ESTREIAS BRASILEIRAS (FEBRE) + DVDs DO CPC-UMES (Mostra Mosfilm de Cinema Russo e Soviético: em dezembro) + REVISTA DE CINEMA + THOMAS PIKETTY NO VARILUX+ 3 “FILMÕES”inéditos – Direto no  STREAMING:. Os Espetaculares, de André Pellenz. Carlinhos e Carlão, de Pedro Amorim. Tudo Bem no Natal Que Vem, de Roberto Santucci   + FESTIVAL DE BRASILIA 2020(ANO 53) COM 689 INSCRITOS + CLAIRE DENIS — MASTERCLASS DIA 14, NO FIMCine 2020 (FESTIVAL) + NA FOLHA: DOIS TEXTOSBASEADOS EM IDEIAS E PESQUISASRECENTE DE PIKETTY (12-11-2020)Um de Fernando Cazian e outro de Fernando Schuller (nome assemelhado). + LIVRO DE PIKETTY É TEMA DE LONGA DOCUMENTAL QUE SERÁ EXIBIDO NO FEST VARILUX DE CINEMA FRANCÊS (Festivalhomenageia o nonagenário Godard e os 60 anos de “Acossado”) + “HOJE, 17h00: FERNANDO MORAIS É O ENTREVISTADO DA “LIVE” ARUANDANO NO CAMPUS (FEST ARUANDA)  + O ADEUS A CADU BARCELLOS, cineasta de 34 anos, da equipe do “Greg News”, assassinado ontem no Rio de Janeiro. Um dos diretores do Coletivo que realizou “5XF – Agora Por Nós Mesmos”, festejado no Festival de Paulínia. + “SANCTORUM”: filme mexicano, de grandeforça criativa, vence o Fest Indie 2020. + “ALICE JR”, de Gil Baroni, chega ao Canal Brasil. + FEST MAR DEL PLATA – ARGENTINAFestival que acontece no final desse mês tem um filme Brasileiro na competição latino-americana: “MASCARADOS”, de Marcela e Henrique Borella (66 minutos). Festival será dedicado à memória de Fernando “Pino” Solanas.+ PREMIO EUROPA:Já saiu a lista de candidatos ao prêmio europeu. + DUAS MOSTRAS DE CINEMA        RUSSO EM SÃO PAULO:+ Em dezembro, Mostra     MOSFILM do CPC-UMES.+ Na SPCINE PLAY: Mostra Russa Virtual**FEST BRASILIA 2020 (ANO 53)                   A Secretaria de Cultura do DF divulgou,ontem, o número (689) de candidatos (curtas e longas nacionais, curtas e longas brasilienses) que concorrem a 30 vagas, aluguel (no valor de 30 mil para longas??) e prêmios no valor de mais de 400 mil reais. Divulgou, também, os nomes dos integrantes das três comissões de seleção (para longa brasileiro, para curta brasileiro, para longa e curtas brasilienses – Mostra Brasília). Destaco três nomes: Edileuza Penha de Souza, cineasta afro-brasileira, vencedora da competição de curtas do FEST ETVerdade 2020 (Ano 25), Anne Mota, atriz trans de “Alice Jr”, vencedora do Candango de melhor intérprete, ano passado, na mesmo Fest Brasília. E o cineasta e músico André Luiz Oliveira…. Frente a número tão expressivo de inscrições (quase 700), dá para concluir que inscreveram-se filmes 100% inéditos e já exibidos em muitos outros festivais. Se brincar, tem até filme que se inscreveu ano passado, foi rejeitado, e retorna na tentativa de aproveitar-se da DISTRAÇÃO HUMANA (frente a números tão grandes e aos tumultos da pandemia) para ver se emplaca dessa vez…. Se Silvio Tendler, o novo curador, quiser repetir o festival de 1996, que ele comandou na condição de Secretário de Cultura, ele bancará o critério do 100% inédito. Foi assim naquele ano glorioso de “Baile Perfumado”, “Um Céu de Estrelas”, “Como Nascem os Anjos”, etc. ****Esse ano serão SEIS longas brasileiros. Vejamos se Tendler dará ao Festival mais antigo do país a marca que ele merece ter/preservar:  ser primeira VITRINE para um filme. ****Sabemos que Brasília adota,mais ou menos, os seguintescritérios (ou “filtros”):1. um filme candango na lista2. diversidade regional (todos os Brasis)3. filmes de diretores estreantes4. filmes que valorizem temáticas black, indígena, LGBTQ+5. em fases mais abertas: um filme, pelo menos, de um diretor consagrado (ou veterano)…      *****Exibirá o FESTIVAL DE BRASILIA um filme que passou por outro (festival), principalmente via CANAL BRASIL e CANAL BRASIL PLAY????????? Esta é a questão mais preocupante e relevante. Tomemos um exemplo que foi tema de troca de “posts” (de Carlos Heli de Almeida comigo): o novíssimo filme de Daniel Filho, baseado em Garcia-Rosa (“silêncio da chuva”). Duvido que o veterano realizador (já octogenário) tenha inscrito esse filme, já anunciado como convidado do encerramento do CineCeará. Mas deve (sua produtora) ter inscrito o 100% inédito em território brasileiro “Medida Provisória”, de Lázaro Ramos. Este filme já correu festivais internacionais.           Como faço todo ano, listei alguns títulos 100% inéditos (lista bem mixuruca, pois com a epidemia, todas as minhas fontes de consulta mostraram avariadas!!!). Coloquei MARIGHELLA só para “causar”. Tenho 99% de certeza que Wagner Moura + Paris-Downtown jamais inscreverão o filme (alguém me acusou de estar obcecada por esse longa-metragem: Não!!!!, estou apenas curiosa para vê-lo, mas espero abril, com calma de monge budista – risos). Já “Aos Nossos Pais”, de Maria de Medeiros, creio que pode ter sido inscrito (mas acho as chances baixas). Murilo Salles não inscreveu MINHA BAÍA.  E há o filme de José Eduardo Belmonte, com histórias de ARIANO SUASSUNA. Criado em Brasília e formado pela UnB, quem sabe!!! E os documentários??? Ano passado Brasília surpreendeu com um belo filme de uma jovem diretora, realizado com posseiros da Amazônia!!! (Bem, a sorte está lançada)…+ RENATO TAPAJÓS,POR TONI VENTURI + PIKETTY E NOVOS ESTUDOSQUE MOSTRAM TRABALHADORESCOM A DIREITA E CLASSES URBANASGLOBALIZADAS COM A ESQUERDA….temas de dois textos, hoje, naFOLHA DE S. PAULO (12-11-2020). ****Filme sobre primeiro livro dePIKETTY – O CAPITALISMO NOSECULO XXI — estará na programação doFESTIVAL VARILUX  ****LINHA DE MONTAGEM + ISMAILXAVIER + UM LONGA DOC SOBRERENATO TAPAJÓS- quem se habilita????

Por Toni Venturi Rô, bom dia.Adorei sua provocação sobre a obra e memória do cinema realizado pelo companheiro e amigo Renato Tapajós. Efetivamente, um cineasta que nunca recebeu a devida atenção da mídia e da crítica especializada. Isto decorre de alguns fatores, o principal eu diria é o preconceito que a sociedade brasileira tem com o filme político. Digo, o filme político puro-sangue, porque sabemos bem que todo filme é político ou envolto em sua capa ideológica, moral e ética. Uma sociedade onde 25% admiram um verme homofóbico, misógino e racista, outros 30% não tem opinião, são alienados e incultos, e 15% são egoístas, individualistas e privilegiados, então, não sobra muito espaço para as reias questões do país, como a fome, injustiça, educação, comunicação pública, memória  (Cinemateca Brasileira), história contemporânea (passar a limpo da ditadura militar de 64) e a cinematografia desse grande documentarista (Renato Tapajós). Desculpe a pensata ligeira, mas não poderia deixar em branco a sua cutucada. Que venha logo um filme sobre Renato Tapajós!  Beijos, Toni Venturi  **Disputa por vagano  Oscar (Brasil): . Pacarrette, de Allan Deberton(dia 26) -Fortaleza com outdoors . M8 – Quando a Morte Socorre a Vida,Jef de De (dia 3 de dezembro) . Febre, de Maya Da-Rin- estreia hoje . Casa de Antiguidades (estreou no Norte. Em Altamira???) . Pureza, de Renato Barbieri  Lançamento de Pureza, com Dira Paes 

********Masterclass de 

Claire Denis no FIMCine 2020

+ DOIS FILMES DA DIRETORA FRANCESA

Dia 14/11, às 16h, no Youtube do Fimcine

Link acesso: https://www.youtube.com/channel/UCnWYIjDLv42fwX6JpHHE9ng/featured

 Oi, Rosario. Tudo bem? Resgatamos algumas fotos de Claire Denis no Amazonas Film Festival em 2009 e achamos que vc poderia gostar de recebê-las. São dos passeios ao Ariaú (tem uma do barco dos jornalistas) e Encontro das Águas. Também separei aqui para vc a programação dela no FIM. Beijo, Renata.

TRIBUTO A CLAIRE DENIS

 Deixe a luz do Sol entrar

Disponível entre os dias 12/11 e 12/12 no Sesc Digital

Link acesso: https://sesc.digital/colecao/42876/cinema-emcasacomsesc

 35 Doses de Rum

Sessão única dia 13/11, às 20h, no Innsaei.tv (até 500 views) 

Link acesso: https://innsaei.tv/#/detalhes/63dc3d2b-f7a7-4e18-bd27-244501d0fcd2

 Masterclass

Dia 14/11, às 16h, no Youtube do Fimcine

Link acesso: https://www.youtube.com/channel/UCnWYIjDLv42fwX6JpHHE9ng/featured<Claire Denis e Alex Descas.jpg><NETO6188.jpg><NETO6204.jpg><NETO6241.jpg>