BIOGRAFIA DE SAMUEL WAINER + CINEMA FASHION + SAFRA IRANIANA NA MOSTRA SP 2020 (NA REVISTA DE CINEMA) + SILVIO TENDLER NAS ASAS DA PAN AN

***** SAFRA IRANIANA NA MOSTRA

SP 2020 (NA REVISTA DE CINEMA)

http://revistadecinema.com.br/2020/11/mostra-sp-apresenta-poderosa-safra-iraniana/

+ HOJE TEM LADRÕES DE
CINEMA, NO BIKE NO
PARQUE (DO IBIRAPUERA)

+ BIO DE SAMUEL WAINER
NO PODCAST ILUSTRÍSSIMA
Excelente entrevista com a autora da biografia de Samuel Wainer, Karla Monteiro, no podcast Ilustríssima. Já li quatro ou cinco livros sobre a saga do criador da Última Hora. É um de meus assuntos preferidos. Zanin diz que só gosto de três assuntos: cinema, imprensa e política (muito amplos, convenhamos!). Pois o livro de Karla foi lançado recentemente pela Companhia das Letras. Acabando a maratona da Mostra SP 44, será minha leitura de cabeceira. O que mais me impressionou na entrevista (Podcast Ilustrissima) foi “tese” defendida por Karla, pelo que entendi, a partir de diálogo com o saudoso Alberto Dines. Para este jornalista, editor e escritor, Wainer não foi (foi também!) um homem ambicioso que fazia mil negócios (com empreiteiras e governos) para manter suas ULTIMAs HORAs, mas sim, um outsider, jornalista-cidadão que defendia uma posição política (fincada no trabalhismo nacionalista, varguiano-janguiano, portanto). Posição que defendeu desde os tempos da revista DIRETRIZES (que nucleou a esquerda da época) até a debacle da UH. Por que um outsider? Porque era um judeu da Bessarabia, que implantou um jornal moderno e bem-diagramado, de muitos leitores, com dinheiro do Governo (e de empreiteiras — quem, na mídia, não obteve tais empréstimos camaradas no Brasil????). Só que ele não era um Mesquita, nem um Marinho, nem um Frias, nem…… Era um magricela sem lastro, a km de distância do liberalismo (e neo-liberalismo, força única no patronato da mídia brasileira), etc, etc…..Voltarei ao assunto depois que ler o livro….

+ CLARA E FRANCISCO + WENDERS

Há tempos estou para falar do projeto “Clara e Francisco”,
do Papa Francisco e do filme de Wim Wenders sobre o pontífice argentino (dica de Luiz Joaquim), disponível na Netflix. Como não sou religiosa, dois assuntos que normalmente me passaraim batidos. Mas a TVT tem dado tantas matérias sobre tal assunto, que resolvi fazer o registro. Ouvi falar deste CLARA E FRANCISCO pela primeira vez numa entrevista de Barretão. Ele contou — salvo falha de minha memória — que iria a Assis, na Itália, participar do evento convocado pelo Papa. Aí veio a pandemia e tudo foi adiado. Agora, num esforço para não continuar perdendo fieis na proporção que vem perdendo (para as confissões evangélicas) a ideia vem sendo retomada aos poucos. Não presencialmente. O encontro em Assis deve acontecer ano que vem…. E chego ao longa documental de Wenders sobre Francisco. Comecei a ver com boa vontade… Mas não aguentei. Achei entendiante… Aliás, a religiosidade de Wenders me intriga muito. Será ele católico? Luterano???

+ A MORTE DE ROBERT FISK + CAFI, SALVE O PRAZER + DELICIOSA COLUNA DE VERISSIMO, NO DOMINGO DO ESTADÃO

+ MACARIO, DE GAVALDON

+ ARRUAÇAS — NOVO LIVRO DE MARCO ANTONIO SIMAS e PARCEIROS (CARTA CAPITAL)

+ PORTA DOS FUNDOS E PANTANAL, UMA TELENOVELA NA ERA DO AGRONEGÓCIO

*****MOSTRA SP 2020 (ANO 44) — Iniciei a sessão de VERLUST, novo longa-metragem de Esmir Filho, com imenso interesse. Pela presença do ator chileno ALFREDO CASTRO, pelo talento de Andrea Beltrão, do fotógrafo peruano-brasileiro Inti Briones, por Esmir….pela história de uma cantora…. Mas o filme não me envolveu. FASHION demais. Como é que uma compositora-cantora, Marina Lima (que na vida real teve em ITAMAR ASSUMPÇÃO a voz que fez de FULLGÁS algo inesquecível) se envolve num filme tão FASHION, tão branco (a MPB não teria nomes BLACK a enviar àquela festa ultra-mega-fashion)???. Aliás, o fashionismo está de volta em outro(s) filme(s) brasileiro(s) da atual safra…..

+ MOSTRA SP 2020 (ANO 44) –
SILVIO TENDLER
NAS ASA DA PAN AN

****MOSTRA SP 2020 (ANO 44) – Jô Soares na foto
um???? (em anexo). Não, SILVIO TENDLER.
Só hoje consegui ver NAS ASAS DA PAN AIR. Dias
atrás, minha amiga Margô Oliveira me perguntou se eu assistira ao novo filme de TENDLER, na MOSTRA SP. “Ainda não”, respondi. Assisti ao “SANTIAGO DE LAS AMÉRICAS – O Olho do Terceiro Mundo”, no Fest É Tudo Verdade…
“Pois assista”, me disse Margô, “é muito divertido, ri e chorei muito”. Acabo de assistir! Vou falar muito dessa cinebiografia desse gordo desajeitado, “boi gamado”, anarco-castrista-markeriano. Agora curador do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.