+ BILHETERIAS BRASILEIRAS

+ “LIVE” (PASSAGENS/UFF)

+ EDUARDO COUTINHO, “LIVE”

+ FILMES RUSSOS NO
BELAS ARTES À LA CARTE

+ CENTENÁRIO DE
SERGEI BONDARCHUK (fotos)

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS:
Finalmente, depois de pelo cinco meses, o Boletim Filme B
tem bilheterias de filmes brasileiros para computar. Eis as
colhidas semana passada e que estão no Boletim dessa semana:

. Três Verões………………………..14.148 (segunda semana)
. Macabro……………………………….5.777 (quarta semana)
. Minha Mãe é Uma Peça 2……..4.824 (reprise)
. Alice Júnior…………………………..3.965 (primeira semana)
. Dona Flor e Seus 2 Maridos…..2.275 (reprise)

+ FILMES RUSSOS DISPONÍVEIS
NO BELAS ARTES À LA CARTE:
Parceria Mosfilm/CPC-UMES:
. Vá e Veja – Elem Klimov
. A Infância de Ivan, Andrei Rublev, Solaris,
Stalker e O Espelho (5 Andrei Tarkovski)
. Alexandre Nevski (Eisenstein)
. Dersu Uzala (Kurosawa)
. Quando Voam as Cegonhas (Kalatozov)
. Boris Godunov (Sergei Bondarchuk – 100) (*)
. O Fascismo de Todos os Dias (Mikhail Romm)
. A Balada do Soldado (Grigori Chukrai)
. Anna Karenina – A História de Vronsky (Karem Shakhnazarov)
. Cidade Zero (Karem Shakhnazarov)
. O CPC-UMES está comemorando o centenário do ator e diretor Sergei Bondarchuk, que, se vivo fosse, faria 100 anos no final desse mês de setembro (dia 25). Premiado com o Oscar estrangeiro pelo monumental GUERRA E PAZ, ele assina mais dois épicos (Boris Godunov, Waterloo) e vários outros filmes.
Com o lançamento de GUERRA E PAZ em blu-ray, o CPC-UMES FILMES passa a contar com 4 títulos dele em seu acervo. Pois esse mês lança, também, “Eles Lutaram pela Pátria” (1975). Aliás, acho que são 5, pois — se não me falha a memória/estou sem tempo para conferir — já lançaram “O Destino de Um Homem” (1959), primeiro longa dele.

+ BALZAC (NA COLUNA
DE MARIO SERGIO CONTI):
De leitura obrigatória (Folha SP). Como os dois
romances que mais me marcaram são “Dom Quixote”
e “As Ilusões Perdidas” (esse de Balzac) — leituras que
empreendi depois de leituras de livros de Bob STAM —
fiquei, hoje, muito entusiasmada com a coluna do Conti…

+ “PASSAGENS”, DE LUCIA
NAGIB E SIDNEY PAIVA
No CINECLUBE UFF
QUINTA-FEIRA, dia 17, 17h00.
Nessa quinta, o Cineclube UFF, que apresenta e debate semanalmente, produções cinematográficas, mostrará e fará debate (“live”) sobre o documentário “Passagens”, dos professores Lúcia Nagib e Sidney Paiva (94 minutos). O filme, um documentário realizado pela dupla, a partir de ensaio de Lúcia, mostra a explosão do Mangue Beat e do novo cinema pernambucano, estabelece ponte com São Paulo (Tata Amaral e Beto Brant, em especial) e chega ao “Cidade de Deus” e “Ensaio Sobre a Cegueira”, ambos de Fernando Meirelles. Semana passada, o projeto debateu “Partida”, de Caco Ciocler. Tão logo tenha todos os dados, os colocarei no almanakito. (Não sei se o acesso ao filme será só para estudantes da UFF ou se será aberto a mais algumas pessoas: vou me informar).

+ CINEMA DO MUNDO ÁRABE:
Que mostrou o belíssimo “….Sombra”, de realizadora
síria, premiada em Veneza como opera prima (obra de diretor
estreante em 2018 ou 2019) apresenta, a partir de hoje, “1982”, inédito no Brasil. Pareceria Icarabe copm Cinema
em Casa, do SESC. Por falar em Veneza, parece que a premiação foi das interessantes e as MULHERES triunfaram: um chinesa-estadunidense ganhou o Leão de Ouro e uma portuguesa o Veneza do Futuro (opera prima)….

+ FRONTEIRAS:
Não percam — as AbraccineirAs em especial — o filme que abriu a mostra CINE AFRICA. Permanece em cartaz até esta quarta-feira (quinta estreia novo título). Vi ontem e é muito bom. Em sintéticos 90 minutos, a realizadora Apolline Traoré realiza um road-movie com quatro protagonistas femininas, por vários países africanos, (percurso em vários ônibus).

. AZNAVOUR POR CHARLES:
Se ainda estiver em cartaz no
IN-EDIT, não percam. Um bom filme….

*****ATÉ ESSE DOMINGO, 19h00, CIRCUS,
de Gregori Aleksandrov, de graça,
no espaço virtual do CPC-UMES.

+ FEST GRAMADO 2020 (ANO 48)
Festival gaúcho começa nessa sexta-feira. Com sessões no Canal Brasil. Debates moderados por Roger Lerina. Festa de premiação ao vivo, no mesmo Canal Brasil.

+ SOBRE EDUARDO COUTINHO,
“LIVE” MODERADA
POR FILIPPO PITANGA

Querida Rô

Como sei que ama Coutinho, e como foi muito mágica a convergência cósmica que aconteceu ali, segue link do debate que mediei com Beth Formaggini, Jordana Berg e Carlinhos Alberto Mattos pra Academia Internacional de Cinema. Depois me diga o que achou:

https://youtu.be/nbsN9oyR_Bo