CIRCUS, DE GRIGORI ALEKSANDROV (1936)

+ CIRCUS (ALEKSANDROV) + YOU TUBERS (REVISTA DE CINEMA) + ALTERAÇÕES NO CRONOGRAMA DOS FESTIVAIS + FEST DO RIO

(INSCRIÇÕES) + JAY LEYDA E “MISSÃO EM MOSCOU” + NÚMERO
DE VISUALIZAÇÕES DE FILMES EM FESTIVAIS

+ CIRCUS (1936)
Filme de Grigóri Aleksándrov
CPC-UMES FILMES (ACESSO FRANCO)
O cineasta, que foi assistente e parceiro de Eisenstein (inclusive finalizou, poucas décadas atrás, o “Que Viva México”)
é autor do filme CIRCUS (URSS, 1936), a atração gratutita do CPC-UMES nesse final de semana — de 19h00 de hoje até 19h00 de domingo. Trata-se de um musical curiosíssimo. Tem um impressionante e cativante “Carlitos/Chaplin” (feito por ator russo), tem números incríveis do Circo de Moscou, tem história interracial (filho preto de uma platinada circense estadunidense que vai se apresentar no Circo de Moscou), etc, etc… Conheço quem deteste o filme, mas João Lanari (“Cinema para Russos, Cinema para Soviéticos, Editora Bazar do Tempo, 2019) e eu, vemos muitas qualidades e bons momentos no filme. Registramos isso na “live” que fizemos, meses atrás, com Igor Oliveira, para debater o Cinema da ex-URSS (quem quiser conferir, a “live”
está no YouTube do CPC-UMES Filmes).

**AMIGOS: ando tão sobrecarregada de tarefas, informações, filmes
e livros (estou lendo a dissertação de mestrado de Luis Felipe Labaki sobre “Dziga Vertov”) e vendo média de dois filmes por dia — que ando cometendo uma série de erros (ou impropriedades)… Nessa remessa, há alguns reparos. OK????? Só