EGITO DEIXA SAUDADES + VERTIGEM DE TEMPO + CINEOP, CINEFANTASY E MOSTRA DE CINEMA DA ÁFRICA

+ MOSTRA EGIPCIA ON LINE
terminou com muita alegria, charge (ver acima: até Zanin e eu entramos de gaiatos, com lupa na mão e fazendo OK, na brincadeira do artista gráfico egípcio), “live” e o entusiasmo que nos contamina do “embaixador do cinema egípcio no Brasil”, Amro Saad. Mal vejo a
hora de nova edição e das retrospectivas de Youssef Chahine e do Omar Sharif (Fase Egípcia).

+ A VERTIGEM DO TEMPO

+ 10º CINEFANTASY (DOMINGO)

+ CINEOP ONLINE (QUINTA-FEIRA)

+ “CRITICA” EM SÉRIE DE TV (NESSA QUARTA)

+ MOSTRA DE CINEMAS DA ÁFRICA:
A PARTIR DE 11 DE SETEMBRO, VIRTUAL (SESC)

+ QUARENTENA, MARATONA,
ALMANAKITO E FACEBOOK
. A tardia descoberta das origens de
Alexandre Dumas, um afro-francês…
Pensei que, com a quarentena, eu ia ler muito e descansar bastante. Nem uma coisa, nem outra. Até que, no início, li bastante… Biografia de Paulo Freire, três livros sobre cinema soviético-russo, o livro de Iciar Bolaín sobre Ken Loach, comecei “A Cidade e as Serra”, do Eça (dívida que tenho com o escritor… com Machado sigo em dívida que vai se eternizando: nunca li “Esau e Jacó” ). Aí o tempo foi passando e veio a maratona de festivais online: Ecofalante, Recine, Curta Kinoforum, a partir dessa quinta a CINEOP, depois Gramado…. Assisti aos 24 filmes da Mostra Egípcia, agora estou mergulhada no “Cinema do Mundo Árabe”, “8 1/2 Festa Italiana”, um ou outro título do Panorama Suíço, e os títulos avulsos (que são dezenas e dezenas). Enfim… ****O Almanakito, que eu enviava
para cinco mil destinatários, agora tem seguido
para menos de mil. Já não encontro tempo para digitar 5 mil endereços (me dizem para eu fazer listas — só que só permitem remessa, no out-look do Uol, de até 50 endereços de cada vez!!!)…
E tem o Facebook…. Meus amigos sabem que faço quase “um jornalzinho diário”, seleciono notas na imprensa (muitas POLITICAS, pois sou uma cidadã empenhada!), muitas culturais e muitas cinematográficas…. Alguma pessoais, pois nós — os facebookeiros — gostamos de fotos domésticas… Só que os acessos no “face” são limitadíssimos… e perco horas procurando fotos (nas quase 100 mil do meu celular, totalmente sem catalogação), no google.. aí trabalho as fotos (com muita cor!!), faço colagens… E Zanin me alerta: “você está desperdiçando seu tempo, dedique-o à leitura, depois não venha reclamar de dor de cabeça!!!!!”*** Ele está certíssimo, as redes sociais nos tomam tempo demais… Mas também nos permitem descobrir coisas incríveis. Por exemplo:
só agora descobri que Alexandre Dumas (1802-1870), dos Mosqueteiros e do Conde Monte Cristo, é um afro-francês.
Que —- mostrou matéria da BBC