122 FILMES RUSSOS E SOVIÉTICOS (DE 1909 A 1968)

CINE RUSSO-SOVIETICO

FILMES ESSENCIAIS PARA SE

COMPREENDER A HISTÓRIA

DO CINEMA NA RUSSIA E URSS

Dos pioneiros até 1968

** Levantamento realizado a partir dos livros “Kino – Historia del Film Russo y Soviético”, de Jay Leyda (Buenos Aires, 1965) e “Cinema para Russos, Cinema para Soviéticos”, de João Lanari (Bazar do Tempo, Brasil, 2019)

** Com alguns acréscimos de Juliana Costa (títulos da obra da atriz-cineasta e companheira de Dovchenko, Yuliya Solntseva), de JoãoLuiz Vieira (um Ilya Trauberg: “Expresso Azul”), de Evaldo Mocarzel (títulos de Dziga Vertov e da FEKS, entre outros) e de Maria do Rosário Caetano, que realizou essa lista baseada na importância histórica, e não só no valor estético (até porque não conheço nem 40% das produções aqui enumerados). ****Faltam filmes de Sergei Parajanov e de Artavad Pelechian…Bjs rô.

***SEGUEM 122 FILMES

(atenção – só até 1968):

1909 – Tolstoi em Isnaya Poliana, por Drankov

1913 – Aurora da Revolução Russa (só para distribuição externa)

1918 – Padre Sérgio, de Protazánov

1924 – As Extraordinárias Aventuras de Mr. West na Terra dos Bolcheviques, de Lev Kulechov

1924 – Aelita, Protazanov

1925 – A Greve, Eisenstein

1925 – Encouraçado Potenkin, Eisenstein

1925 – Febre Enxadrista (pelo Xadrez), Pudovkin

1925 – O Raio Mortal, Kulechov

1926 – Pela Ley, de Kulechov (Jack London)

1926 – A Roda do Diabo, Kozintsev e Trauberg (FEKS)

1926 – Uma Sexta Parte do Mundo – Vertov

1926 – O Abrigo, Kozintsev e Trauberg

1926 – A Mãe, Pudovkin

1926 – Alas de un Ciervo, de Tarich e Leonidov

1926 – Cama e Sofá, Abram Room

1926 – A Carteira Diplomática, Dovchenko

1926 – O Velho e o Novo, Eisenstein

1926 – Dura Lex – Lev Kulechov

1927 – As Mulheres de Riazan, de Olga Preobrajiénskaia e Ivan Pravov

1927 – Outubro, Eisenstein

1927 – Zvenigora, Dovchenko

1927 – O Fim de São Petersburgo – Pudovkin

1927 – A Queda da Dinastia Romanov, de Esther Shub

1927 – O Quadragésimo-Primneiro, Protazánov

1927 – Moscou em Outubro, Boris Barnet

1927 – Moscou, Mikhail Kaufman

1928 – A Rússia de Nicolau II e Liev Tolstoi, Esther Shub

1928 – Eliso, Nikolai Shenelaia

1928 – El Apetito Vendido, de Nikolai Ojlopkov

1928 – O Cadáver Vivente ( ), Fiodor Otsep

1928 – Tormenta Sobre a Ásia, de Pudovkin

1928 – Katorga (Trabalhos Forçados) – Iuli Raizman

1928-29 – O Homem e sua Câmera, Vertov

1928-29 – Arsenal, Dovchenko

1929 – A Nova Babilônia, de Kozintsev e Trauberg

1929 – Expresso Azul, Ilya Trauberg

1929 – Turksib, Victor Turin

1929 – Fragmentos de Um Império, Friedrich Ermler

1930 – Sal para Svanécia, Mikhail Kalatózov

1930 – Um Caso Simples, Pudovkin

1930 – A Terra, Dovchenko

1931 (1979) – Que Viva México!, Eisenstein

1931 – Entusiasmo – A Sinfonia de Donbass, Vertov

1934 – Bola de Sebo, de Mikhail Romm

1934 – Três Canções para Lênin, Vertov

1934 – Tchapaiev, Sergei & Georgi Vasiliev

1934 – Acordeon – Savchenko

1934 – A Última Mascarada, Mikhail Tchiuareli

1934 – Rapazes Felizes, de Grigori Alexandrov

1935 – A Felicidade, Aleksander Medvedkin

1935 – A Juventude de Máximo (Bolcheviques) – Kozintsev e Trauberg

1935 – Camponeses, Ermler

1935 – Aerogrado, de Dovchenko

1935 – Circus, de G. Alexandrov

1936 – A Operária-Milagre, Aleksander Medvedkin

1936 – Nós, Os de Kronstadt, Iefin Dzigan

1936 – Eu Amo, Leonid Lukov

1936 – Filho da Mongólia, Ilia Trauberg

1936 – O Cartão do Partido, de Ivan Píriev

1937 – A Volta de Máximo (Bolcheviques) – Kozintsev e Trauberg

1937 – O Prado de Beijin, de Eisenstein

1937 – Canção de Ninar – Dziga Vertov

1937 – Lênin em Outubro, de Mikhail Romm

1938 – Alexandre Nevski – Eisenstein

1938 – A Nova Moscou, Aleksander Medvedkin

1938 – Komsomolk, Sergei Gerásimov

1938 – A Infância de Gorki (primeira parte), Donskói

1938 – Volga-Volga, G. Alexandrov

(?) 1939 – Vinte Anos do Cinema Soviético, Pudovkin e Esther Shub

1939 – Espanha, de Esther Shub

1939 – Tratoristas, de Ivan Píriev

1939 – Lênin em 1918 – Mikhail Romm

1939 – Entre o Povo (Gorki – segunda parte), Donskói

1939 – Mestre, Sergei Gerasimov

1940 – Minhas Universidades (Gorki – terceira parte), Donskói

1941 – Suvorov, de Pudovkin

1942 – Os Assassinos Estão a Caminho (baseado em Brecht) – Pudovkin

1944 – Ivan, o Terrível, Eisenstein

1944 – Às Seis da Tarde, de Ivan Píriev

1944 – A Epopéia dos Anos de Fogo, de Yuliya Solntseva e Dovchenko

1945 – Ivan, o Terrível – Segunda Parte, Eisenstein 1947 – Jovem Guarda, S. Guerasimov

1948 – A Questão Russa, Mikhail Romm

1948 – 0 Mitchúrin, de Dovchenko

1948 – A Balada da Sibéria, Ivan Píriev

1949 – Encontro no Elba, G. Alexandrov

1949 – A Batalha de Stalingrado, Vladimir Petrov

1949 – A Queda de Berlim, Mikhail Tchiaureli

1950 – A Conspiração do Condenado, M. Kalatózov

1950 – Os Cossacos de Kuban, I. Píriev

1953 – O Retorno de vassíli Bortinikov, Pudovkin

1953 – Almirante Uchakov, M. Romm

1954 – Amigos Verdadeiros, M. Kalatózov

1956 – O Quadragésimo-Primeiro, Grigori Tchukrai

1956 – Otelo, de Sergei Iutkievitch

1956 – Noite de Carnaval, de Eldar Riázanov

1957 – Quando Voam as Cegonhas, Kalatózov

1958 – O Comunista, de Iúli Raizman

1958 – Poema do Mar, de Yuliya Solntseva

1959 – O Idiota, de Ivan Píriev

1959 – O Destino de Um Homem, de Sergei Bondarchuk

1959 – Balada de um Soldado, Grigori Tchukhrai 1960 – A Carta Que Não Se Enviou, Kalatózov

1961 – Paz para Quem Entra, Alov e Naúmov

1962 – Nove Dias em Um Ano, M. Romm

1962 – A Infância de Ivan, Tarkovski

1962 – Eu, Vovó, Iliko e Ilarion, Tengiz Abduladze

1963 – Uma Tragédia Otimista, Samson Samsónov

1963 – Andando nas Ruas de Moscou, Georgi Danelia

1964 – Bem-Vindo, ou Não Ultrapasse, Elem Klimov 1964 – Soy Cuba, Kalatózov

1964 – Hamlet, Kozintsev

1964 – Desna Encantada, de Yuliya Solntseva

1965 – O Fascismo de Todos os Dias, M. Romm

1966 – Lênin na polônia, de Sergei Iutkiévitch

1966 – A História de Ássia Kliátchina, Que Amava, Mas Não se Casou, Andrei Konchalovski

1966 – Asas, de Larisa Sheptiko

1966 – Andrei Rublev, Tarkovski

1967 – A Pátria da Eletricidade, de Larisa Sheptiko

1967 – A Comissária, Alexander Askoldov

1967 – O Inesquecível, de Yuliya Solntseva

1968 – “O Sétimo Companheiro, Grigóri Aronov e Aleksei Guérman

1968 – Breves Encontros, de Kira Muratova

***************

1977- A Ascensão, Larisa Sheptiko