“BENZINHO”, KARINE TELES E STEPAN NERCESSIAN (Chacrinha)

POLITIZADA NOITE DOS TROFEUS
“OTELO” CONSAGRA “BENZINHO”,
KARINE TELES E STEPAN NERCESSIAN

Matéria completa (com lista de vencedores

na Revista de Cinema:

http://revistadecinema.com.br/2019/08/grande-premio-do-cinema-brasileiro/

GP DO CINEMA BRASILEIRO:

POLITIZADA NOITE DOS TROFEUS

“OTELO” CONSAGRA “BENZINHO”,

KARINE TELES E STEPAN NERCESSIAN.

Festa animada pelo feliz casamento entre MPB e cinema brasileiro contou com descolada e jovem trinca de apresentadores (Juliana Linhares, André Ramiro e Rodrigo Pandolfo)

Ator que interpretou Chacrinha dedica seu trofeu

aos trabalhadores e “também aos idiotas, cretinos e canalhas” que querem acabar

com o fomento ao audiovisual brasileiro

* OS VENCEDORES

. “Benzinho” – melhor filme, diretor (Gustavo Pizzi), atriz (Karine Teles), atriz coadjuvante (Adriana Esteves), roteiro original (Karine Teles e Gustavo Pizzi), montagem (Lívia Serpa)

. “O Grande Circo Místico” – melhor fotografia (Gustavo Hadba), roteiro adaptado (Carlos Diegues e George Moura), figurino (Kika Lopes), direção de arte (Artur Pinheiro), maquiagem (Catherine Leblan Caraes e Emmanuelle Fèvre), efeitos especiais (Marcelo Siqueira e Thierry Delobel)

. “Chacrinha” – melhor filme pelo Juri Popular. Melhor ator (Stepan Nercessian), som (Jorge Saldanha, Armando Torres Jr, Alessandro Laroca, Eduardo Virmond Lima e Renan Deodato)

. “Ex-Pajé” – melhor documentário

. “DPA 2 – O Mistério Italiano” (Vivianne Jundi)- melhor filme infantil

. “Minha Vida em Marte” (Susana Garcia) – melhor comédia

. “Peixonautas” (Célia Catunda e Kiko Mistrorigo) Menção honrosa – longa de animação

“O Órfão” (Carolina Markowicz) – melhor curta ficção

. “Cor de Pele” (Lívia Perini): melhor curta doc

. “Lé com Cré” (Cassandra Reis): melhor curta animação

. “My Name is Now” (Elizabete Martins Campos) – melhor filme pelo Juri Popular, melhor trilha sonora doc (Elza Soares e e Alexandre Martins)

. “Todos os Paulos do Mundo” – melhor montagem doc (Gustavo Ribeiro e Rodrigo Oliveira)

. “O Nome da Morte” (Henrique Goldman): melhor ator coadjuvante (Matheus Nachtergaele)

. “Paraíso Perdido” (Monique Gardenberg) – melhor trilha sonora ficção (Zeca Baleiro)

. “Uma Noite de 12 Anos” (Álvaro Brechner, Uruguai)- melhor filme ibero-americano pelo júri oficial e pelo júri popular.

. “Infiltrados na Klan” (Spike Lee, EUA) : melhor filme estrangeiro (juri oficial)

. “Nasce Uma Estrela” (Bradley Cooper, EUA ) – melhor filme estrangeiro (Júri Popular)

. SÉRIES DE TV:

. “Inhotim, Arte Presente” – melhor série documental

. “Irmão do Jorel” – melhor série de animação

. “Escola de Gênios” – melhor série ficcional

* TRIBUTO AOS QUE SE FORAM:

Ruth de Souza, João Gilberto, Bibi Ferreira, Antunes Filho, Joel Barcelos, Leonardo Machado, Marcelo Yuka, Rubens Ewald Filho, Pedro Rovai, Alfredo Sternheim, Antônio Penido, Edina Fuji, Carlos Cortez, Carlos Alberto Ratton, Clóvis Molinari Jr, Cristina Camargo, Flávia Diegues, Geraldo Veloso.