+ CHICO BUARQUE: PREMIO CAMÕES + BILHETERIAS BRASILEIRAS + COLOMBIANO CIRO GUERRA: HOMENAGEM NA CINEMATECA DE

BOLONHA + DR DRAUZIO

+ TVT (TV DOS TRABALHADORES)
+ EVALDO MOCARZEL ABRE CANAL NO YOUTUBE + OLHAR DE CINEMA 2019 (CURITIBA, EM JUNHO) + CINEOP (OURO PRETO) + FEST VARILUX

****PREMIO CAMÕES
DA LITERATURA DE
EXPRESSÃO PORTUGUESA:
PARA O ESCRITOR, DRAMATURGO
E COMPOSITOR, CHICO BUARQUE

Juri português, angolano, moçambicano e brasileiro atribui a Chico Buarque o Prêmio Camões 2019 (Cultura – Estadão).
Antes dele, outros grandes brasileiros foram premiados: João Cabral, Jorge Amado, Antonio Candido, Lygia Fagundes Telles, Dalton Trevisan….

https://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,chico-buarque-recebe-o-premio-camoes-2019,70002837849

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS:

. Estreias:
. Kardec …………………………………………………257.612
. 45 Dias Sem Você………………………………………272
. Antártica Por Um Ano……………………………….142

. Continuações:
. De Pernas Pro Ar 3…………………………………1.781.786
. O Tradutor (Cuba/Santoro)…………………………38.406
. Los Silencios…………………………………………………9.030
. Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos………3.270
. Amazônia, o Despertar da Florestania………….2.271
. Mormaço………………………………………………………..1.818
. A Sombra do Pai…………………………………………….1.666
. Tunga, o Esquecimento das Paixões………………1.465
. A Quarta Parede……………………………………………..1.004
. B.O. ……………………………………………………………………720
. Borrasca……………………………………………………………..707
. A Parte do Mundo Que Me Pertence…………………208
* O Boletim FILME B lembra que “Chuva É Cantoria
na Aldeia dos Mortos, visto no Brasil por apenas 3.270 espectadores, vem
alcançando público infinitamente mais significativo na França, onde já vendeu
20.600 ingressos… A ARRANCADA de “Kardec” foi boa, se levarmos em conta os tempos que estamos vivendo. Lançado em 436 cinemas, vendeu 257.612 ingressos
em quatro dias (média de 591 espectadores). O que significa que deve entrar no
Clube do Milhão.

+ CHICO BUARQUE (PREMIO CAMÕES) + CINEMATECA DE BOLONHA HOMENAGEIA CIRO GUERRA: VER NO
Boletín da Fundacion del Nuevo Cine Latino Americano,
criada por Gabriel García Márquez

***CINEMATECA DE BOLONHA
(ITALIA) HOMENAGEIA O
COLOMBIANO CIRO GUERRA
. La Sombra del caminante,
. Los viajes del viento ,
. El abrazo de la serpiente y
. Pájaros de verano, codirigida con Cristina Gallego
LEIAM NO
Boletín del Portal del cine y
el audiovisual… Año 11, No. 530

BOLETIN
cine-latinoamericano-en-la-Red
cine latinoamericano en la Red ISSN: 2074-6946
**** Continuo perguntando:
qual será o festival brasileiro que colocará em sua competição
o filme de Guerra & Gallego, o excelente “Pássaros de Verão”, vencedor dos Prêmios Fenix (México) e do Festival de Havana?????????

*********UM PAÍS SEM MEDIDAS:
Há semanas que estou para comentar, aqui, nota que li em coluna de famoso jornalista brasileiro. Ele comparava ato da ex-presidente Dilma com ação absurda do atual ocupantes do Planalto. Este mandou retirar do ar comercial de Banco do Brasil, que custara R$19 milhões, porque havia DIVERSIDADE na representação da juventude brasileira. Ou seja, negros e brancos, hetero e homoafetivos (claro que a causa foi esta presença, que o atual presidente abomina)… O referido colunista disse que Dilma
também gostava de interferir nas propagandas oficiais. Que mandara colocar o médico Drauzio Varella numa determinada campanha. Vem cá, proibir um comercial com presença homossexual pode ser comparado à SUGESTÃO de presença do grande médico e escritor (Estação Carandiru, Carcereiros, etc) Drauzio Varella numa campanha ligada à Saúde???
O Dr. Drauzio — quem há de negar? — é uma figura apartidária, um humanista, um defensor dos direitos da população carcerária, um difusor da Medicina e da Ciência, um comunicador respeitado (vide o sucesso de suas campanhas em programas da TV Globo)…. Confesso que já não entendo mais nada, este país está mesmo de ponta/cabeça.

+ O CINEASTA EVALDO

MOCARZEL CRIA CANAL
NO YOUTUBE

No canal, pesquisadores e demais
interessados encontrarão
uma espécie de tesouro dramatúrgico da vitalidade e da efervescência do teatro de GRUPO em São Paulo
Canal no Youtube — Minha Querida Rô,

Criei um canal no Youtube e coloquei TODOS os projetos nos quais me envolvi nos últimos anos, com exceção dos longas As Quatro Irmãs (que será lançado em Cinema e em plataformas digitais), Club Noir (ainda inédito, sobre o sistema artístico do grupo criado pelo encenador Roberto Alvim e pela atriz Juliana Galdino) e de um curta que estou finalizando e que fiz em homenagem ao Mestre Robert Bresson: O Menino, o Sabiá e o Rato. São mais de 80 títulos englobando longas, curtas, programas de televisão e registros de espetáculos históricos da cena paulistana contemporânea e de encontros em que atuei como curador: a mostra e ciclo de debates Teatro SP: Novas Dramaturgias em Tempos Digitais, que aconteceu no Itaú Cultural. Está tudo lá: é só digitar Evaldo Mocarzel Oficial. Confesso que cansei de distribuir DVDs dos filmes que venho realizando e, sublinhe-se, o DVD entrou em obsolescência. Pesquisadores, cinéfilos, estudantes, professores, centros culturais, bibliotecas, enfim, recebi muitos pedidos e sempre mandava copiar os DVDs para distribuir. Mas o canal no Youtube facilita todo esse processo e me dá uma sensação de “dever cumprido”, nada nos pertence de fato, além de descortinar uma possibilidade de eternidade diante dessa nossa vida sempre tão efêmera. Há no canal uma espécie de tesouro dramatúrgico da vitalidade e da efervescência do teatro de grupo em São Paulo. Se puder, divulgue!
Bjs e vamos que vamos nesse
momento tão difícil enfrentado
pelo nosso País! Evaldo (Mocarzel).
Link direto: https://www.youtube.com/channel/UCc2X-SO6VJeNKs6kJLLYI0g

****FESTIVAL BRICS (NITEROI):
Dia destes, coloquei no “face” uma nota sobre “Notícias de uma Guerra Particular”, de Katia Lund e João Salles. Um pessoa do meio cinematográfico fez um comentário educado, elegante, mas questionador. Argumentou que os irmãos Salles deviam interferir mais no difícil momento vivido pelo país, inclusive na cultura. Pondero, em defesa dos dois, que João edita uma revista importante e progressista, a PIAUÍ (que está numa fase ótima, depois de um início digamos, meio esnobe). Walter tem trabalhado com Jia Zhang-Ke, tem defendido parcerias com os BRICS, etc. Confesso que não tenho acompanhado de perto a ação dos dois irmãos. Podem fazer mais do que fazem????? Claro, todos nós podemos. ***Neste momento, torço para que Walter se empenhe na realização — em Niterói, no niemárico MAC, aquela nave espacial arremessada sobre o mar atlântico — do FESTIVAL BRICS. Um festival enxuto, pois os tempos são bicudos. Basta vir um cineasta russo, um indiano, um chinês e um africano do sul e FILMES, muitos filmes… Teremos um grande festival. Defender os BRICS neste momento de trevas é um ato progressista…