ALMANAKITO (24-04-19)

+ FEST FRONTEIRA + BILHETERIAS +
DUAS VEZES VARDÁ + REVISTA DE
CINEMA + TNT + CARTA DE LAÍS
BODANZKY + QUARTO LONGA DE
EMILIA SILVEIRA + CHICO BUARQUE,
ODETE LARA E MPB -4, UM BRASIL
QUE AMAMOS + EVALDO MOCARZEL
MONTA CANAL NO YOUTUBE

ALMANAKITO
QUARTA-FEIRA (24-04-17)

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS + PREMIOS PLATINO 2019 +
A PERDA DE EDINA FUJI + Revista de CINEMA NEWS (EDIÇÃO 24/04/19) + AGNÈS VARDÁ NO CineSesc (FESTIVAL SESC MELHORES DO ANO) E NA RESERVA CULTURAL

******** NO NONO FESTIVAL DA FRONTEIRA:
No XI Festival Internacional de Cinema da Fronteira, que acontece na fronteira gaúcho-uruguaia, até dia 28 deste mês, o longa DOMINGO, de Felipe Gamarano Barbosa, com Itala
Nandi (prêmio Redentor de melhor atriz no Festival do Rio, por este papel), concorre com quatro produções internacionais. Ítala, gaúcha de Caxias do Sul, estará lá prestigiando sua terra, os filmes e debates. Diretor do Festival: o cineasta Zeca Brito.

+ “TELA CHEIA” NA TNT (TV DOS TRABALHADORES) + CARTA DE LAÍS BODANZKY + QUARTO LONGA DE EMILIA SILVEIRA + SERGIO MUNIZ NA BOLSA DO CAFÉ DE SANTOS (15h00, NESTE SÁBADO: FILME E DEBATE)

+ JUCA KFOURI ENTREVISTA LUIZ NASSIF NESTA QUINTA-FEIRA, 22h00 (NA TVT) + PROJETO CULTURA & CIDADANIA NA QUADRA DA ARUC (ASSOCIAÇÃO RECREATIVA UNIDOS DO CRUZEIRO): EM BRASILIA – Concerto ao Ar Livre, Seminário, Cineclube Gavião

+ DVDs DO CPC-UMES (Bola de Sebo, Dersu
Uzala, Quando Voam as Cegonhas e muitos outros) + JORGE FURTADO NO CANAL BRASIL (neste sábado tem “Rasga Coração”, o filme mais recente do cineasta gaúcho) + Sábado, 17h30: CINEJORNAL + REPRISE DE “ZUZA HOMEM DE JAZZ”, NO CANAL CURTA!

+ PREMIOS PLATINO: EM MAIO, NA RIVIERA MAYA
(NO MEXICO) + EM JUNHO: PREMIOS ARIEL, DA ACADEMIA MEXICANA DE CINEMA

***** NESTA QUINTA-FEIRA,
19h00: no CineSesc
FESTIVAL MELHORES DO ANO
“Visages, Villages”, um dos 50 filmes de Agnès Varda,
cineasta (e fotógrafa) que nós brasileiros conhecemos tão
pouco. Destes 50, eu conheço, se muito, a metade. Uns seis
ou sete longas ficcionais ou documentais e uns 12 ou 13 curtas.

****MAIS VARDÁ (EM SAMPA)
Na segunda-feira, dia 29 de abril, na Reserva Cultural (Avenida Paulista, 900), pré-estreia de “Vardá por Agnès”, último filme da cineasta francesa, que morreu em 29 de março último. O filme terá mesa de debates composta só com mulheres, entre elas Renata Almeida, da Mostra SP, e a atriz Bárbara Paz. À noite, com ingressos à venda.

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS (ver abaixo)

+ IMENSA A REPERCUSSÃO DE
CARTA DA DIRETORA DA SPCINE,
Laís Bodanzky, em defesa
de audiovisual brasileiro

“TENTE ENTENDER

O QUE TENTO DIZER”:

Novo filme de Emília Silveira será lançado dia 4 de maio, em

sessão gratuita, no Cine Odeon-Rio. Título do filme vem de

texto de Caio Fernando Abreu. (Material no final desta remessa)

+ EM O GLOBO, CRITICA DE
RUY GARDNIER A “SANTOS DE TODOS
OS GOLS”, LONGA DOCUMENTAL DE LINA CHAMIE
Material no final desta remessa.

. SERVIDÃO VOLUNTÁRIA:
+ 80% DO CIRCUITO BRASILEIRO
ENTREGUE A UM UNICO FILME??? ISTO SE
CHAMA COLONIALISMO!!!!!!
Ou MONOCULTURA.
Veja, o que o cineasta cearense
HALDER GOMES escrever num
post de Luiz Zanin, no “face”….
. Muitas estreias anunciadas pelo
BOLETIM FILME B
foram adiadas…..

+ NOVA CRÍTICA DE AYKA:
(Zanin, hoje, no Estadão). Leiam as críticas de Ivonete Pinto (Calvero), Suyene Correia (Site de Sergipe: ainda não decorei o nome), Neusa Barbosa: (CineWeb), Celso Sabadin (Planeta Tela), Carlos Heli de Almeida (O Globo). E vejam o filme, claro.

******NESTA QUINTA-FEIRA,
ENTRE 15hOO e 16hOO, NA TVT,
TEM “TELA CHEIA”, com Luiz Zanin Oricchio, UM DOS
QUADROS DO PROGRAMA “BOM PARA TODOS”

+ NA MESMA TVT, PROGRAMAS
DE JUCA KFOURI E JOSÉ TRAJANO
Nesta quinta-feira, 22h00 (ou será 22h30??), Juca Kfouri entrevista o jornalista e músico Luis Nassif. Vão falar de economia, política e, claro, música (choro e MPB). Nassif é cavaquinista. As entrevistas são, semanalmente, gravadas no bar do Sindicato dos Bancários, em São Paulo. Um belo cenário. Prestei atenção ao assistir à ótima entrevista de Luiz Carlos Bresser Pereira, semana passada.


+ EM BRASILIA: TEM ROCK NO SAMBA E
CONCERTO GAVIÃO (“ROCK BRASILIA”, NA ARUC): ATIVIDADES CINEMATOGRÁFICAS E MUSICAIS NO SABADO E DOMINGO.

+ BILHETERIAS
BRASILEIRAS:
. Estreias:
. Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos……………524
. Márcia Haydée……………………………………………………413
. Santos de Todos os Gols……………………………………..403

. Continuações:
. De Pernas Pro Ar 3……………………………..987.723
. Cinderela Pop…………………………………….466.989
. Cine Holliúdy – Chibata Sideral………..168.811
. Los Silencios………………………………………….5.558
. Família Submersa………………………………….1.917 (Arg.BR)
. Sobre Rodas……………………………………………1.624
. Mussum, Um Filme do Cacildis……………..1.585
. Elegia de um Crime…………………………………..844
. Uma Viagem Inesperada…………………………..835 (Arg.BR)
. Horácio………………………………………………………595

**************EM BRASILIA
REGIÃO ADMINISTRATIVA DO CRUZEIRO:
Projeto Canta Gavião – Cultura & Cidadania
NESTES SÁBADO E DOMINGO
Dias 27 e 28 de abril de 2019
Entrada franca e para todas as idades
Local: Sede da Aruc – Cruzeiro Velho

* PROGRAMAÇÃO COMPLETA

. SÁBADO, 27 de abril
10 horas:
SEMINÁRIO DE CULTURA – Espaço Cultural Nilton Sabino
Debate com autoridades e segmentos sobre cultura e desenvolvimento comunitário

17 horas:
ENTRETENIMENTO – Espaço interno da Sede da Aruc
Abertura da exposição de painéis gigantes e banners contando a história da Aruc.
Visita à Sala de Troféus no Espaço Memória Durval Leite Ribeiro.
Praça de Alimentação com Food Trucks
Espaço Carlos Elias
Feira de livros, criatividades manuais, artesanato e exposição de Artes Plásticas

19 horas:
CINECLUBE GAVIÃO – Espaço Cultural Nilton Sabino
Apresentação de coral sob a regência do Maestro Antônio Zarasate
Recital poético com Noélia Ribeiro e Vicente Sá
Projeção do filme
“Rock Brasília” – Direção de Vladimir Carvalho
Debate sobre cinema, história do
CineClube Gavião e história cultural de Brasília com
Vladimir Carvalho (cineasta), Berê Bahia (estudiosa de cinema
e fundadora do CineClube Gavião), TT Catalão, poeta e jornalista, Maria do Rosário Caetano (jornalista e fundadora do CineClube Gavião e Néio Lúcio (fundador da Galeria Cabeças).

* DOMINGO 28 de abril
8 horas – CAMINHADA – Concentração
no estacionamento externo da sede da Aruc
Caminhada nas ruas do Cruzeiro e plantio de
árvores – simbolizando um abraço fraterno no Cruzeiro

9 horas:
RUA DE ARTE E LAZER – Espaço das Tendas (Aruc)
Rua de arte, brincadeiras, lazer, pintura de rosto, teatro infantil,
leitura de historinhas, atividades infantis diversas e Fanfarra Tropicaos

Espaço Carlos Elias
Feira de Livro, criatividades manuais,
artesanato e exposições de fotos e artes plásticas

ATIVIDADES ESPORTIVAS
– Espaço Cultural Nilton Sabino – 9 horas
Atividades esportivas localizadas,
yoga, kangoo jumps e roda de capoeira
Campo da Aruc
Escolinha infantil de futebol da Aruc
Fanfarra Tropicaos

CURIOSIDADES – Estacionamento interno da Aruc
Exposição de motos e carros antigos e criativos

14 horas:
CONCERTO MUSICAL
CANTA GAVIÃO – em homenagem
à Cassia Eller, ex-moradora do Cruzeiro Velho
Espaço das Tendas –
Palco externo da Aruc
Grupo de Dança Charme em Movimento
Grupo Baque Mulher – Maracatu
Dadá Quixabeira – voz e violão
Leal Carvalho – voz e violão
Banda Xote Regueado
Banda Subinstante
Banda Kábula

RECITAL POÉTICO
Jorge Amâncio
Menezes y Moraes
Noélia Ribeiro
Magu Cartabranca
Academia Cruzeirense de Letras

20 horas – CINECLUBE GAVIÃO – Espaço Cultural Nilton Sabino
Mostra Curta CineClube Gavião – Projeção de curtas-metragens produzido pelos alunos das escolas públicas do Cruzeiro (Coordenado pelo Professor Zaldo).

REALIZAÇÃO: Departamento Cultural da Aruc

PARCERIAS: Lancini Restauração de Carros, Administração Regional do Cruzeiro, Administração Regional do Sudoeste e Octogonal, Conselho Regional de Cultura do Cruzeiro , SESC/DF, Academia Uniclass Fitness , Academia New Life, Palco Locação

* NOVO FILME DE LINA CHAMIE:
SANTOS DE TODOS OS GOLS:

Hoje, quarta-feira, no Segundo Caderno de O Globo,

crítica de Ruy Gardnier ao novo filme de LINA CHAMIE, sobre os mais de 12 mil gols do PEIXE PRAIANO. Crítica serena, que destaca o que o autor vê como qualidades e defeitos do filme. Bom ver um jornal carioca (os paulistanos não deram crítica!!!!) dar destaque a um longa documental sobre um time paulista, mesmo que o SANTOS seja, ou tenha sido, o segundo time de muitos brasileiros. *** Com o palavrório e muitas digressões, características recorrentes do ALMANAKITO, reafirmo o que, para mim, o filme tem de melhor:

1. o depoimento do ponta esquerda do Santos e da SELEÇÃO TRICAMPEÃ de 1970, o jauense — como Zé Geraldo Couto — EDU, o Jonas Eduardo Américo, de 69 anos (ver foto abaixo) e

2. o TRABALHO DE SOM.

Lina, como já lembrei, além de cineasta, é formada em música. Ela comanda o SOM do filme com raro talento. Há parafernália sonora arrebatadora a realçar cada lance. Mas o que mais me fascinou foi o DESLOCAMENTO DE “FEITIÇO DA VILA” (Isabel), de Noel, para a Vila BELMIRO.

***Ah, por falar em EDU, ele detém o orgulho de ser o mais jovem jogador do planeta a ser convocado para uma Copa do Mundo. Tinha 16 anos. Pelé tinha 17. ***Minha amiga paulistana Claudia Mogadouro foi com o marido assistir ao filme. Ele é torcedor do Santos, ela não. Claudia foi colega de escola da discreta LINA CHAMIE. O casal gostou muito do filme. Por falar em LINA, ela segue discreta até hoje. Com mais de 40 anos no jornalismo cultural, pouquíssimas vezes ouvi a voz (sempre em tom baixo) da cineasta e música (com mestrado nos EUA, na Manhattan School Music). Embora a veja com razoável constância, desde que ela fazia curtas até os lançamentos de Tônica Dominante, A Via Láctea e Os Amigos, suas ficções, e dos documentais “São Silvestre”, “Santos 100 Anos de Futebol Arte”, etc.

* P.S.: há que se registrar que o Estadão,

graças ao palmeirense UGO GIORGETTI,

dedicou bela coluna dominical ao filme

SANTOS DE TODOS OS GOLS.

+ “TENTE ENTENDER

O QUE TENTO DIZER”,

Novo filme de Emília Silveira,

será lançado dia 4 de maio, em

sessão gratuita, no Cine Odeon ….

****
LONGAS DA DIRETORA:
1. Setenta (70)
2. Edna Savaget
3. Callado

“TENTE ENTENDER

O QUE TENTO DIZER”
Novo filme de Emília Silveira
será lançado dia 4 de maio,
em sessão gratuita, no Odeon

No próximo dia 4 de maio, sábado, será realizada no Cine Odeon, no Rio de Janeiro, às 10h30, a primeira sessão pública do novo documentário da Emília Silveira, Tente Entender o que Tento Dizer. A entrada será gratuita e aberta ao público.

Produzido por Daniel de Souza, Luciana Boal Marinho e Alberto Graça, e com roteiro de Miguel Paiva em parceria com a diretora, o filme mostra a força do coletivo e da militância na transformação de pessoas e realidades marcadas pelas barreiras impostas pelo HIV. Tente Entender o que Tento Dizer acompanha a rotina de seis pessoas soropositivas das mais variadas classes sociais, profissões, orientações sexuais e religiosas em seu cotidiano.

“Eu quis mostrar no filme que o HiV não é uma questão de nicho, ele pode atingir a todos nós”, diz Emília Silveira. “Como a letalidade da doença diminuiu nos últimos anos, essa questão estava meio abafada, as pessoas estão falando menos sobre o assunto. Mas essa ainda é uma temática urgente”, afirma a diretora.

O release abaixo tem mais informações sobre

o filme e dados interessantes do Boletim

Epidemiológico, divulgado pelo Ministério da Saúde.

Tente Entender o que Tento Dizer, documentário sobre a força e a militância de pessoas infectadas pelo HIV, será lançado dia 4 de maio, em sessão gratuita, no Odeon

“Você namoraria um soropositivo?”. Essa é a pergunta que uma das seis personagens do documentário Tente Entender o Que Tento Dizer deixa no ar durante sua fala, provocando a reflexão do espectador. O filme, dirigido por Emília Silveira, será lançado dia 4 de maio, às 10h30, no Cine Odeon. A sessão será gratuita e aberta ao público. Durante o evento, o Grupo Pela Vidda disponibilizará gratuitamente o Teste Rápido para HIV através de amostra de fluido oral, com resultado em 30 minutos.

Um contraponto à desinformação, o filme mostra que a vida é rica em possibilidades ao acompanhar a rotina de seis pessoas soropositivas das mais variadas classes sociais, profissões, orientações sexuais e religiosas em seu cotidiano. “Eu quis mostrar no filme que o HiV não é uma questão de nicho, ele pode atingir a todos nós”, diz Emília Silveira. “Como a letalidade da doença diminuiu nos últimos anos, essa questão estava meio abafada, as pessoas estão falando menos sobre o assunto. Mas essa ainda é uma temática urgente”, afirma a diretora.

Produzido por Daniel de Souza, Luciana Boal Marinho e Alberto Graça, e com roteiro de Miguel Paiva em parceria com a diretora, Tente Entender o Que Tento Dizer mostra a força do coletivo e da militância na transformação de pessoas e realidades marcadas pelas barreiras impostas pelo HIV. “Não podemos perder para a morte civil. A estigmatização e o preconceito são muito piores que o próprio vírus”, diz Daniel de Souza.

Segundo dados do Boletim Epidemiológico, divulgado pelo Ministério da Saúde no final do ano passado, foram notificados no Brasil mais de 247 mil casos de HIV entre 2007 e 2018. No entanto, houve queda de 16.5% nas taxas de mortalidade nos últimos quatro anos. Segundo o mesmo boletim, também houve queda de detecção de novos casos de AIDS. Hoje, a taxa de incidência é de 18.3/100 mil habitantes. Em 2013, essa taxa era 21,5/100 mil habitantes. Mas o boletim destaca algumas fragilidades, como o avanço do vírus em meio a alguns recortes da população: jovens com 14 a 24 anos de idade representam 50% dos infectados.

Testagem: Na ocasião do lançamento do filme será realizada uma testagem comunitária promovida pelo grupo Pela Vidda. A expectativa é que cerca de 60 testes sejam feitos no dia. Podem fazer a testagem maiores de 14 anos de idade, com jejum de 5 minutos. “É um teste de triagem, não é um teste diagnóstico. O resultado sai em até 30 minutos e é dado de forma a garantir o sigilo e a privacidade”, diz o Coordenador geral do grupo, Marcio Villard.

A ampliação da testagem rápida por fluido oral vem ocorrendo desde 2014, quando o Ministério da Saúde, criou a estratégia “Viva Melhor Sabendo”, em que atua em parceria com Organizações da Sociedade Civil (OSC) para a realização dos testes. “O aumento do diagnóstico tem sido uma estratégia crucial para cada vez mais identificarmos as pessoas vivendo e, com isso, iniciarmos o mais precocemente o tratamento. Assim evitamos que as pessoas adoeçam e, ao mesmo tempo, interrompemos a cadeia de transmissão do vírus”, diz Villard.

Sinopse: “Tente Entender o que tento dizer” é um documentário sobre a força do coletivo e da militância na transformação de pessoas e realidades marcadas pelas barreiras impostas pelo HIV. Um contraponto à desinformação, o filme mostra que a vida é rica em possibilidades ao acompanhar a vida de 6 personagens soropositivos das mais variadas classes sociais, profissões, orientações sexuais e religiosas em seu cotidiano.

Ficha Técnica:

Direção: Emilia Silveira
Produção: Luciana Boal Marinho, Alberto Graça e Daniel de Souza
Produção executiva: Diego Paiva
Direção de Fotografia: Jacques Cheuiche
Som: Frederico Massine
Roteiro: Miguel Paiva e Emilia Silveira
Montagem: Vinicius Nascimento
Edição de Som e Mix: Bernardo Uzeda
Cor: Paulo de Andrade

Gênero: Documentário
Duração: 80 minutos
País: Brasil

Classificação etária:

Lançamento

Filme: Tente Entender o que Tento Dizer

Documentário, 80 minutos

Data: sábado, 04 de maio, às 10h30

Local: Cine Odeon: Praça Floriano, 7, Centro, Rio de Janeiro

Capacidade de Público: 600 lugares

Entrada Franca

********REVISTA DE
CINEMA NEWS 24/04/19

NEWSLETTER São Paulo, 24 de abril de 2019

Festival de Cannes
Presença brasileira
“Bacurau”, “A Vida Invisível…” e “O Traidor”: produções nacionais estão na seleção do festival.

Streaming
Netflix anuncia mais produções
Serão, ao todo, 30 séries, filmes e documentários produzidos nos próximos dois anos, no Brasil.

Mercado
BRAVI divulga dados e análise do mercado audiovisual brasileiro
Associação lançou o Anuário BRAVI 2018-2019, comemorando seus 20 anos.

Capacitação
Laboratório de Formação tem inscrições abertas
Evento é voltado para produtores das regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste.

Making of
Começaram as filmagens de novo longa de Pedro Amorim
“Derrapada” é inspirado no romance “Slam”, de Nick Hornby.

Fotografia
Divulgada a programação da Semana ABC
Evento acontece de 15 a 17 de maio, e Prêmio ABC, dia 18, na Cinemateca de SP.

Mostra
23º Cultura Inglesa Festival promove três mostras de cinema
Serão exibidos filmes temáticos, obras contemporâneas e curtas produzidos para o evento.

Inscrições abertas
Festival de Gramado
Inscrições foram prorrogadas até 25 de abril.

Cine Ceará
Abertas inscrições para longas ibero-americanos e curtas brasileiros até 31 de maio.

Cinefantasy
Festival de cinema fantástico tem inscrições abertas até 14 de maio.

Brasil CineMundi
Projetos de filmes brasileiros de longa podem se inscrever até 6 de maio.

Prêmio de Apoio à Distribuição
Programa Cinema do Brasil recebe inscrições para a 1ª fase do Prêmio até 30 de junho.

BrLab
Laboratório recebe inscrições de projetos de longas de ficção até 26 de abril.

Festival Militum
Obras sobre a história militar brasileira podem se inscrever até 31 de julho.

Concurso Cine PE
Abertas inscrições para argumentos de curta-metragem de ficção até 1 de maio.

Semana do Audiovisual Primeiro Plano
Inscrições abertas para palestras, debates e laboratórios foram prorrogadas até 26 de abril.

Cine Esquema Novo
Evento de Porto Alegre tem inscrições abertas até 30 de junho.

FAM
Festival de Florianópolis recebe inscrições até 5 de maio.

Festival Pequeno Cineasta
Inscrições abertas para curtas de crianças e adolescentes, até 20 de maio.

Cine Horror
Filmes do gênero fantástico podem se inscrever até 31 de julho.

Mostra Internacional de Cinema em São Paulo
Tradicional mostra paulista recebe inscrições até 19 de julho.

Santos Film Fest
Curtas e longas de todos os gêneros pode se inscrever até 5 de maio.

Bilheterias
Top acumulado até 21/04

Filme Semanas Público
1 Capitã Marvel 7 8.923.051
2 Shazam! 3 2.621.011
3 Dumbo 4 1.713.443
4 A Cinco Passos de Você 5 1.328.474
5 De Pernas pro Ar 3 2 987.951
6 Superação: O Milagre da Fé 2 954.753
7 After 2 238.819
8 A Maldição da Chorona 1 176.464
9 Cópias – De Volta a Vida 1 23.620
10 O Genio e o Louco 1 21.776

Para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada,
adicione o e-mail newsletter@revistadecinema.com.br ao seu catálogo de endereços.

A Revista de Cinema respeita a sua privacidade e é contra o spam na rede.

Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição neste link