+ BILHETERIAS BRASILEIRAS

+ PREMIO ARIEL, DO MÉXICO + ARNALDO
JABOR + ABRACCINE: NOTA SOBRE TCU/Ancine

+ NA REVISTA DE CINEMA/Uol: MERCEDES MORÁN (PRE-ESTREIA DE FAMILIA SUBMERSA, HOJE, EM SP, AMANHÃ, NO RIO: detalhes no final desta remessa)

+ ARNALDO JABOR
NO CINEJORNAL:
Dia destes, conversava com um amigo e o nome do cineasta Arnaldo Jabor entrou na nossa conversa.E surgiu a hipótese de que ele houvesse votado em Bolsonaro, uma vez que na última década tornara-se um dos mais duros críticos dos governos do PT. Nunca via nada de positivo nas gestões do Partido dos Trabalhadores.
Na hora lembrei que Jabor assinara manifesto, no segundo turno, em defesa da candidatura Fernando Haddad. Lembrei que ele fez, sim, dura oposição às três gestões — e ao início da quarta — Lula- Dilma, mas que é um homem e um artista de pensamento complexo, iluminista, com imenso interesse pela psicanálise e que jamais apoiaria um candidato tosco como Bolsonaro… Tem seu estilo nelsonrodriguiano, suas metáforas exasperadas…. mas….O que fiz foi perguntar “o que andava fazendo Jabor????”. Sabia que estava realizando

um filme, mas nada lera sobre as filmagens. Como parei de ver telejornais, não sei se ele continua participando do Jornal da Globo. Sei que ele deixou, temporariamente, as colunas em O Globo e Estadão. Hoje, no facebook, uma amiga me contou que no próximo sábado, 17h30, ele estará no CINEJORNAL, no Canal Brasil. É o entrevistado da semana e vai falar sobre seu novíssimo filme, de título noelrosiano “Meu Último Desejo”, baseado em Rubem Fonseca. À frente do elenco, dois craques: João Miguel e Alexandre Nero. Conheço todos os filmes do cineasta carioca, que fará 80 anos (como o tempo passa!) em 12-dezembro-2020: o curta “O Circo”, o longa documental “Opinião Pública” e todas as ficções. Amo “Toda Nudez Será

Castigada” e “Tudo Bem”…. O
Cinejornal tem reprise no domingo,

sete da manhã, e na
segunda, meio-dia e meia.

+ HOJE: “FAMÍLIA

SUBMERSA”, filme com
MERCEDES MORÁN
em São Paulo. Amanhã, no Rio

MERCEDES MORÁN,
a protagonista de
“Família Submersa”.
PRE-ESTREIA EM SÃO
PAULO NESTA TERÇA,
E NO RIO, NA QUARTA.

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS

+ Na Revista de Cinema/Uol:
MEMORIAS DO GRUPO OPINIÃO + BIO, oitavo longa de GERBASE + A Chibata Sideral + Mercedes Morán….

+ PREMIOS FÊNIX aos melhores do cinema ibero-americano + “CINE HOLLIÚDY”: sucesso só no Nordeste???

****TCU/ANCINE: ABAIXO, NOTA DE
POSICIONAMENTO DA ABRACCINE

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS:

* ESTREIAS:
.Happy Hour – Verdades e Consequências……….1.474
. The Cleaners (Alemanha-Brasil)…………………………142
. Antonio Um Dois Três………………………………………….31

* CONTINUAÇÕES:
. Sai de Baixo, o Filme……………………………………..469.425
. Cinderela Pop………………………………………………..463.129
. Cine Holliúdy, a Chibata Sideral…………………….114.481
. Minha Fama de Mau……………………………………….113.073
. Chorar de Rir…………………………………………………….73.124
. FEVEREIROS…………………………………………………….17.993 (*)
. Albatroz………………………………………………………………6.185
. Sobre Rodas…………………………………………………………2.739
. PASTOR CLAUDIO…………………………………………….1.786
. Alaska………………………………………………………………….1.331
. Elegia de um Crime………………………………………………..530
. Uma Viagem Inesperada (Arg. + BR)……………………..458
. As Cores da Serpente………………………………………………169
(*): Dados do documentário sobre Maria Bethânia não estão atualizados. “Pastor Cláudio” se aproxccima dos dois mil ingressos. No Ceará, “A Chibata Sideral” vai muito bem. No restante do Nordeste, desempenho médio. Nesta quinta-feira, o filme estreia no Sudeste e Norte. Estreará também no Sul???????

+ “Memórias do Grupo
Opinião”, décimo-sexto
longa-metragem de Paulo Thiago

No XXIV Festival É TUDO VERDADE,
que começa nesta QUARTA-FEIRA

http://revistadecinema.com.br/2019/04/filme-de-abertura-do-festival-e-tudo-verdade/

+ BIO, CONSTRUINDO UMA VIDA:
oitavo longa-metragem de
CARLOS GERBASE,
lançamento nesta quinta-feira

http://revistadecinema.com.br/2019/04/bio-construindo-uma-vida/

+ NA TVT: de segunda a sexta,
“Bom Para Todo Mundo”, revista televisiva comandada por
Maria Amélia Lopes e Thalita Galli (das 15h00 às 16h00: nas quintas-feiras, por volta das 15h45, Luiz Fernando Zanin
Oricchio comenta as estreias de Cinema) + Na mesma emissora pública, programas de Juca Kfouri e José Trajano.

+ PREMIOS ARIEL (MÉXICO)
A cerimônia está
programada para o 4 de junho,
O anúncio dos “nominados” será dia 23 de abril.

****ABAIXO, NOTA DE
POSICIONAMENTO
DA ABRACCINE

TCU-ANCINE – Nota da Abraccine

A propósito da anunciada intervenção do Tribunal de Contas da União, que ameaça paralisar toda a produção de filmes no Brasil, a Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema vem a público demonstrar sua preocupação.

Estamos plenamente de acordo que é preciso aperfeiçoar os mecanismos de prestação de contas dos projetos, já que se tratam de recursos públicos, e nesse ponto o TCU vem cumprindo o seu papel institucional.

No entanto, as demandas exigidas pelo TCU atingem tal nível de exigência que, em vez de promover uma maior acuidade nos gastos públicos, podem acarretar a paralisação do setor audiovisual, extrapolando suas competências. É necessário considerar que a produção de um bem cultural possui especificidades que o diferenciam de setores produtivos mais tradicionais, como a indústria automobilística ou a construção civil, cujos processos produtivos possuem um grande nível de padronização e previsibilidade.

Os governantes e a população em geral têm dificuldade para perceber que a cultura é o

maior bem simbólico de uma sociedade e o Estado tem o dever de manter viva a

produção cultural. Os filmes são subsidiados pelo Estado em todos os países, mesmo

aqueles em que o cinema é considerado uma indústria. Na economia de mercado que

vivemos, subsídio não significa doação a fundo perdido. Pesquisas como a conduzida

pelo Sebrae (Mapeamento e Impacto Econômico do Setor Audiovisual do Brasil)

apontam em números o quanto o setor tem devolvido ao País na forma de geração de

empregos.

O cinema brasileiro vive um ótimo momento, uma produção plural, com prêmios e

participações em festivais internacionais. Qualquer tentativa que fragilize a estrutura da

produção cinematográfica nacional nos reporta à grave paralisação ocorrida nos anos 90.

Queremos continuar fazendo críticas sobre filmes brasileiros. Queremos que os

estudantes de cinema que se formam nas universidades todos os anos possam fazer filmes

em seu próprio País. Que o Tribunal de Contas da União aja com rigor, mas não ignore

que fazer um filme não é exatamente o mesmo que fabricar um automóvel.

Abraccine, abril de 2019.

***********NA REVISTA DE CINEMA/Uol:
MERCEDES MORÁN, a protagonista de “Família Submersa”,
FILME DA niña santa lucreciana MARÍA ALCHÉ,
COM PRE-ESTREIA EM SÃO PAULO NESTA TERÇA (junto, em sessão dup´la, com A Menina Santa, de Lucrécia Martel), E NO RIO, NA QUARTA: 3 X MARÍA ALCHÉ (dois curtas e o longa Família Submersa). O ator LUIZ CARLOS VASCONCELOS
participa do filme, coprodução com o Brasil ( a
mesma produtora de BENZINHO)
***PARA AS QUE LUTAM
PELAS CAUSAS FEMINISTAS:
***Nas fotos abaixo, Morán em três momentos, um deles recebendo (prestem atenção no pulso dela: con pañuelo verde) prêmio por sua TRAJETÓRIA no Festival de Mar del Plata. Em outra foto, a atriz e cineasta MARÍA ALCHÉ, em LA NIÑA SANTA, de Lucrécia Martel, coproduzido por Pedro Almodóvar.

http://revistadecinema.com.br/2019/04/mercedes-moran-a-protagonista-de-familia-submersa/

Anúncios