*POR QUE NOSSOS DOCUMENTÁRIOS EVITAM TEMAS ESPINHOSOS + OS ACERTOS DE “PASTOR CLAUDIO” E O FINAL CONTROVERTIDO, MAS PROVOCADOR + O REI DE ROMA (BOA COMÉDIA ITALIANA)

******SOBRE “PASTOR
CLAUDIO”, O DOC:

Ao ver (antes de ler) a crítica da Folha (Ilustrada) hoje ao filme PASTOR CLAUDIO gelei. Pensei que o autor do texto (não o conheço) detonaria o filme. Mas a crítica dele é bastante ponderada. Concordo com ele que falta rigor, principalmente no trecho final deste longa documental (da Irmandade+maçonaria+etc). Conheço o curta que deu origem a este longa obrigatório, entrevistei Beth Formaggini para a Revista de Cinema, fui ao debate no Itaú Frei Caneca e fiz perguntas à realizadora (uma delas sobre a falta de consistência da parte final). Dito isto, lembro que o filme é muito bom, apesar desta parte final. O que o ex-delegado Cláudio Antônio Guerra, da máquina de repressão ditatorial, confessa ali é um espanto. Claro que em certos trechos ele “representa” (mesmo assim!!!). Mas e as qualidades do filme? (Mereciam igual destaque)….E o perfil do usineiro Heli (que seria vice-governador biônico do RJ) e seu filho, que cediam o forno da Usina Cambahyba para INCINERAR corpos de presos políticos????? E o relato sobre a Operação Radar (o PCB não abraçou a luta armada, mas só a palavra Comunista bastava para o cidadão ser exterminado)??? E o relato sobre o assassinato “acidental” de Zuzu Angel??? E o Caso Herzog??? (“Erramos ao matar um jornalista, a imprensa que estava do nosso lado e acobertava tudo, ali não aprovou!”, diz o delegado, agora pastor). E o Caso Riocentro???!!! Estas partes estão muito bem narradas. O psicólogo e ativista dos Direitos Humanos que conduz a entrevista — a difícil conversa durou 4 horas e foi feita em Vitória-ES, em 2015, de uma só vez — faz um trabalho fantástico. …….Já a passagem (do filme) para o registro do papel dos agentes da Repressão, pós-Abertura Política (muitos deles foram prestar serviços aos bicheiros liderados por Castor de Andrade ou montaram empresas de “segurança” para “prestar serviços” a governos estaduais “democráticos”) deixa, sim, a desejar. Motiva, aliás, um (necessário) outro filme. E — o que é contraditoriamente notável — impregna de incômoda atualidade o documentário “Pastor Claudio”, pois as milícias estão. mais do que nunca, na ordem do dia, nos círculos familiares presidenciais… Quem terá coragem de fazer este filme?????? Chaim Litevsky, que é funcionário da ONU, diretor do obrigatório CIDADÃO BOILESEN????? ****Sim, porque entre os brasileiros, a tarefa parece revestir-se de altíssimo risco. Nosso cinema documental (com rarísssssimas exceções) foge de temas perigosos. Basta comparar a seleção BRASILEIRA com a INTERNACIONAL do Festival É Tudo Verdade. Nossos filmes falam de temas do passado, de músicos, etc. Os estrangeiros (3 ou 4 deles) refletem sobre o crescimento da extrema direita, falam da imprensa….. BERNARDET, com sua acuidade costumeira, diz que o cinema brasileiro evita/foge de três assuntos: o sistema financeiro, a mídia, e as Forças Armadas….

************QUE VIVA GLAUBER!
Esta edição do Almanakito é dedicada a Glauber Rocha que, se vivo fosse, faria hoje 80 anos. Em 12 de outubro, vamos comemorar os 70 anos do vivíssimo e queridíssimo Edgard Navarro, um fã juramentado do conterrâneo que colocou Deus e o Diabo na TERRA do Sol, a TERRA em Transe e investigou a Idade da TERRA. Que Viva Glauber!: assistam ao belo documentário, com este nome, que Aurélio Michiles dedicou, muitos anos atrás, ao grande filho de Vitória da Conquista.

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS + TVT + REVISTA DE CINEMA/Uol (matérias sobre Seleção do Fest É Tudo
Verdade + entrevista com Beth Formaggini sobre “Pastor Cláudio”)+ ERIC ROHMER EM LIVRO

+ CHICO BUARQUE E MARIO REIS, POR TARIK DE SOUZA
+ ABERTAS INSCRIÇÕES PARA FEST GRAMADO 2019 + INSCRIÇÕES ABERTAS PARA PREMIO FENIX (aos
melhores do cinema ibero-americano)

****** CINEJORNAL, NESTE SÁBADO (17h30)
****** MARIO REIS & CHICO BUARQUE (POR TÁRIK DE SOUZA)

****** LIVRO SOBRE ERIC ROHMER (LANÇAMENTO EM CURITIBA)

*******ERRATA: José Damata não está contratado

como programador do Cine Brasília. Ele está prestando

serviços à Secretaria de Cultura do DF, responsável pelo cinema

niemárico (corrigido no texto CINE BRASILIA E OS CINEMAS DE RUA,

nesta remessa). OK???

********TVT (TV DOS TRABALHADORES):

programas com Juca Kfouri, Zé Trajano, Maria

Amélia & Talita Galli (“Bom Para Todos”, no qual há um

bloco, nas quintas-feiras, dedicado às estreias cinematográficas

da semana, com Luiz Zanin Oricchio: TELA CHEIA)

******LEITURAS DE JORNAL:

Não deixem de ler a coluna de JANIO DE FREITAS (fonte de inspiração de GLAUBER para criar Paulo Martins, personagem de Jardel Filho em TERRA EM TRANSE): hoje, na Folha de S. Paulo. TEMA: o arsenal de fuzis encontrado na casa do MILICIANO, amigo de outros milicianos, amigos do…… Aliás, a palavra MILICIANO é tema da coluna de Sérgio Rodrigues, na mesma Folha. ************NO ESTADÃO, leiam matéria com PABLO ORTELADO.

****** REVISTA DE CINEMA/Uol

(matérias sobre os filmes de curta e longa-metragem (brasileiros e estrangeiros) selecionados do Fest É Tudo Verdade 2019 + “Pastor Cláudio”, de Beth Formaggini)

********DVDs CPC-UMES:

Eu só dou ênfase ao DVD de “Bola de Sebo”,

magnífico longa soviético baseado

em Maupassant. Mas há outras preciosidades no acervo CPC-UMES,

sendo a melhor delas, DERZU USALA, de Kurosawa).

******UMA COMÉDIA POLÍTICA

que lhes recomendo: O REI DE ROMA, de Daniel Luchetti,

o mesmo diretor do fascinante “Meu Irmão É Filho Único”. A crítica não deu muita

bola para este filme. Colocou-o no escaninho de mais uma comédia italiana. Eu gostei. O protagonista, um empresário trilionário, Nuno Tempesta/o ator Marco Giallini (inspirado em Berlusconi) é obrigado, por problemas com o Fisco, a prestar serviços num abrigo habitado por POBRES (muitos deles sem-teto). Capitalista até o último fio de cabelo, ele vai tentar incutir as leis do mercado e o individualismo extremado naquele novo meio social… Há uma sequência com umas estudantes de Psicologia/garotas de programa (em conversa com o personagem do ótimo Elio Germano e seu filho pré-adolescente), que faz justiça à melhor comédia risiana-monicelliana-scoliana. Confiram!!!!! Berlusconi também foi obrigado a prestar serviços comunitários numa de suas condenações….

****TODOS JÁ SABEM (Asghar Farhadi):

A trinca ibero-americana (Penélope, Bardem, Darín) já vendeu 86 mil ingressos no Brasil (com o drama farhadiano). E o filme espanhol mantém boa média. ********Vamos ver o que fará a comédia romântica UM AMOR INESPERADO, de Juan Vera, com Ricardo Darín & Mercedes Morán. *******Outro filme bom de bilheteria: o libanês CAFARNAUM: já vendeu 45 mil ingressos (no Espaço Augusta, segue em todos os horários). E hoje chega a Santos, no Cinespaço Miramar.