ANCINE (KLOTZEL) + BERNARDET (LIVRO) + MEXICO (ROMA & MUSEU) + ROGER AVANZI + FEST ARUANDA 2018: OS PREMIADOS DA EDIÇÃO 13

**********PROPAGANDA DA ANCINE:
Uma pergunta: que agência criou aquela propaganda da Ancine, que assistimos, todos os os dias, no telão do Fest Aruanda???? Um ator no centro da tela resmunga contra o cinema brasileiro, repetindo clichês sobre nossa produção. Ao fundo, em segundo plano, manchetes jornalísticas desmentem o que ele diz. E há imagens, em terceiro plano, de filmes brasileiros. O comercial é muito ruim e pedagogicamente um desastre. Quem domina a cena é o RESMUNGADOR e não o cinema brasileiro. Na minha opinião e de dezenas de pessoas com quem conversei na saída do cinema, o resultado deste comercial é desastroso. Mais atrapalha (só atrapalha) que ajuda.
****Por falar em Ancine,
não deixem de ler por nada deste mundo as duas ótimas notas assinadas por Paulo Sérgio Almeida, no Boletim Filme B desta semana (uma sobre a própria Ancine, que estaria sob comando autocrático e não democrático/direção COLEGIADA, e outra sobre o CSC- Conselho Superior de Cinema — que, escrevo eu: tirou a vaga de ANDRÉ KLOTZEL, o excelente representante dos Cineastas da Abraci e Apaci e — cedeu!!!! – uma vaga de SUPLENTE!!!!! à CONNE – Conexão de Cinema do Norte,
Nordeste e Centro-Oeste: ocupada por Renato Barbieri).
*****E vem cá: desde quando Bruno Barreto representa o cinema brasileiro??? Não estou questionando a obra dele. Nada disso.
Mas sim, a REPRESENTATIVIDADE dele, que deve ter urticaria quando ouve falar em sindicato ou associação profissional. Bruno — ao contrário do pai, Luiz Carlos Barreto, este sim um militante do PCB — Partido do CINEMA Brasileiro — só representa a si mesmo!!!!! — *****LEIAM, também, o documento
da Abraci-Apaci sobre o episódio CSC.

+ REGIONALIZAÇÃO:
100 FILMES:
Rosemberg Cariry contou,
em debate no Fest Aruanda,
que Norte, Nordeste e
Centro-Oeste (base da CONNE)
filmam, finalizam ou
preparam o lançamento, neste momento, de 100 (CEM)
filmes de longa-metragem. Graças, claro, às políticas
de regionalização implantadas na Era Lula-Gilberto
Gil-Juca Ferreira-Dilma.

+ BERNARDET E
O “CINEMA FUNERÁRIO”
+ Aguardem um flash sobre importante
reflexão-provocação de Jean-Claude Bernardet,
em debate no Fest Aruanda, sobre as
cinebiografias documentais (ou não) brasileiras.
Aliás, DIA 20 (próxima quinta-feira), ele lança
O AUTOR NO CINEMA — edição ampliada, agora
em parceria com Francis Vogner — em São Paulo
Local: Livraria Martins Fontes (Avenida Paulista)
Horário: 19h30.

+ CONSIDERAÇÕES DE SHEILA
SCHVARZMAN, BRUNO WAINER E JOÃO MORIS
SOBRE TEXTO NA REVISTA DE CINEMA/Uol — AS
TERRIVEIS BILHETERIAS BRASILEIRAS EM 2018

*NA REVISTA DE CINEMA/Uol:
PREMIADOS DO
FEST ARUANDA 2018

+ REVISTA “TEOREMA”
DO RIO GRANDE DO SUL
já nas melhores livrarias. Na capa,
o filme gaúcho “Tinta Bruta”

***NA REVISTA DE CINEMA/Uol:
PREMIADOS DO FEST ARUANDA 2018
http://revistadecinema.com.br/2018/12/fest-aruanda-consagra-azougue-nazare-e-beico-de-estrada/

*****W.J. SOLHA
O escritor, dramaturgo e ator paulista-paraibano (de A Canga,
O Som ao Redor, etc) evocou, num romance, RELATO DE PRÓCULA, a saga da feitura do único longa ficcional de Linduarte Noronha (O Salário da Morte). Procurei o livro na Paraíba, mas está esgotado nas livrarias. Me contaram que está disponível em sebos virtuais. O livro, aviso, não é um making of póstumo do longa linduartiano, mas o assunto espalha-se (é evocado!!!!!!) pela narrativa!!! OK??????

+ DVDs CPC-UMES:
um ótimo presente de natal (filmes,
como ” Bola de Sebo”, da era soviética. E russa).

+ MOSTRA TIRADENTES 2019:
Janeiro, na região do ouro de Minas Gerais

+ JOÃO & WALTER SALLES
vão investir no Botafogo (de Garrincha e tantas glórias)
Matéria de ótima qualidade no Estadão de ontem (13-12-18)

+ CINEJORNAL,
NO CANAL BRASIL:
Neste sábado, 21h00, com cobertura
do Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro.

+ BEIJO NO ASFALTO:
Ainda não vi, mas verei em breve.
Filme teve ótima acolhida da Crítica.

+ NOTICIAS DO
FEST HAVANA (ANO 40)???

+ “ROMA”, DE CUARÓN: na Netflix
Não percam por nada deste mundo. Filmaço.
Falado 100% em espanhol e língua indígena
(vai entrar, claro, junto com MUSEU, de Ruizpalácios,
na minha lista de melhores filmes do ano)!!! Dois mexicanos num só ano. Isto nunca aconteceu numa lista minha. E este ano tem até filme paraguaio de imensa qualidade: As Herdeiras!!!!

* “INTIMIDADE ENTRE ESTRANHOS”,
de José Alvarenga Jr,
ESTREIA DESTA
QUINTA-FEIRA, 13
DE DEZEMBRO

http://revistadecinema.com.br/2018/12/jose-alvarenga-jr-lanca-filme-intimista-“com-jeito-de-brisa”/

P.S. – INTIMIDADE ENTRE ESTRANHOS