PREMIADOS DO FEST ARUANDA 2018

XIII FESTIVAL ARUANDA
CONSAGRA “AZOUGUE
NAZARÉ” E “BEIÇO DE ESTRADA”

Maria do Rosário Caetano,
De João Pessoa/PB

O longa pernambucano “Azougue Nazaré”, de Tiago Melo, e o paraibano “Beiço de Estrada”, de Eliézer Rolim, foram os grandes vencedores da competição nacional e da mostra “Sob o Céu Nordestino”, no XIII Festival Aruanda do Audiovisual Brasileiro. Os dois júris, que avaliaram as produções nacionais e as paraibanas, não praticaram nenhum distributivismo. (…)

Veja tabela com todos os premiados:

LONGA-METRAGEM NACIONAL:

. “Azougue Nazaré” (Pernambuco)- melhor filme pelo juri oficial, pela Crítica (Abraccine) e pelo Público, melhor diretor (Tiago Melo), ator (ex-aequo) para Valmir do Côco, roteiro (Tiago Melo e Jerônimo Lemos), fotografia (Gustavo Pessoa), figurino (Joana Gatis e equipe)

. “Simonal” (Rio de Janeiro) – melhor ator (ex-aqueo) Fabrício Boliveira, direção de arte (Yurika Yamazaki), som (Alessandro Laroca, Eduardo Virmond e Armando Torres Jr)

. “Adoniram, Meu Nome é João Rubinato” (São Paulo): melhor montagem (Christian Grinstein, Gabriel Peixoto e Pedro Serrano), melhor trilha sonora (Adoniran Barbosa)

. “Som, Sol & Surf: Saquarema” (Rio de Janeiro) – Prêmio Especial pelo resgate de materiais de arquivo

. “Clementina”(Rio de Janeiro): melhor personagem feminina (Clementina de Jesus).

. LONGA-METRAGEM PARAIBANO:

. “Beiço de Estrada” – melhor filme, diretor (Eliézer Rolim), atriz (Darlene Glória), ator (Jackson Antunes), ator revelação (Rique Messias), roteiro (Eliézer Rolim), Prêmio Mystika (no valor de R$20 mil)

. Estrangeiro”- melhor fotografia (Raphael Aragão, Júlia Sartori e Charliane Rodrigues)

. “Sol Alegria”: menção honrosa

. “Rebento”: menção honrosa para a atriz Zezita Matos

. CURTA-METRAGEM NACIONAL:

. Ultravioleta (PB) – melhor filme, diretor (Dhiones Nunes), direção de arte (Romero Sousa), som (Kennel Rógis), Prêmio Mystica (R$5 mil)

. “De Vez em Quando, Quando Eu Morro, Eu Choro”(PB) – Prêmio Rodrigo Rocha de melhor curta paraibano, melhor roteiro (de R.B. Lima)

. “Edney” (PE) – trilha sonora (Henrique Macedo), figurino (Céfora Silva)

. “Reforma”(PE) – Prêmio da Crítica (Abraccine)

. “Rasga-Mortalha”(PB) – melhor ator (Buda Lira)

. “Roda da Fortuna”(DF) – melhor atriz (Fernanda Rocha)

. “Passo”(SP) – melhor montagem (Beatriz Peres)