LISTA DA BBC (100 MELHORES FILMES DE LINGUA NÃO -INGLESA) + BILHETERIAS BRASILEIRAS + MOSTRA SP (ROMA) + FESTIVAL DO
RIO RECEBE OLIVIER ASSAYAS

LISTA DA BBC (100 MELHORES)

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS + MOSTRA SP (ROMA)
+ FESTIVAL DO RIO RECEBE OLIVIER

ASSAYAS + PEPE MUJICA

. A LISTA DOS 100
MAIS (DE LINGUA
NÃO-INGLESA) DA BBC
traz outro filme

latino-americano além do brasileiro
CIDADE DE DEUS: “E Tu Mamán Tambiem”, do Alfonso Cuarón. E, também, de certa forma, outro hispano-americano com Guilermo del Toro (“O Labirinto do Fauno”, co-produção entre Espanha e México). Há muitos Kurosawa, Fellini, Buñuel,
De Sica (“Ladrões de Bicicleta” em segundo lugar), Mizoguchi… e O ESPIRITO DA COLMEIA, filme epifânico de Victor Erice… Dois Renoir (A Regra do Jogo e A Grande Ilusão)…
“O Leopardo” em 35o lugar???? Merecia melhor colocação, mas creio que é o único Visconti da lista. Agnes Vardá ficaria melhor com o documentário “Os Catadores e a Catadora” (mas ela está em 44o. com “Cleo de 5 às 7”). Raras diretorAs na lista (Claire Denis, a belga Chantal Akerman…)… Dois Edward Yang (que bom!!). A Batalha de Argel, de Gilo Pontecorvo em 19o: maravilha. Almodóvar com “Tudo Sobre Minha Mãe” (32o.). Meu Fassbinder preferido (“O Medo Devora a Alma”, em 66o). Um africano, pelo menos: “Touki Bouki”, de Mambéty, que vimos no Olhar de Cinema, em Curitiba, 2018).
O Encouraçado Pontenkin, de Eisenstein, em 24o!!! Nos anos 1950 era conseiderado o filme mais inventivo e ousado do mundo (para mim continua sendo). Buñuel reconhecido com “Viridiana”, sua obra-prima, com “Anjo Exterminador”, “Discreto Charme da Burguesia” e “Los Olvidados”, filmaço!!). “L’ Atalante”, de Vigo, em 50o, obra-prima inquestionável. Vários Tarkovsky, vários asiáticos (impressionante a presença de vários Wong Kar-Wai: para mim, bastava o belo “Amor à Flor da Pele), muitos franceses, italianos, russos, japoneses…Nenhum Jia Zhang-Ke (Still Life merecia!). Poucos documentários (O Homem com a Câmara, do Vertov), um só curta (La Jetée, do Marker). Dois Antonioni: A Aventura e O Eclipse……… Resnais e “Hiroshima, Mon Amour”…..

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS + REVISTA DE CINEMA/Uol:
ORLANDO SENNA (na foto com Fernando Birri) + VERISSIMO
+ PAULO ROBERTO PIRES + REPESCAGEM DA MOSTRA SP

+ PREMIADOS DA MOSTRA + LISTA BBC + MOSTRA GOSTOSO
+ FESTIVAL DO RIO: Olivier Assayas, filme de Kusturica sobre PEPE MUJICA e ELENA FERRANTE (DOC) + MOSTRA DE CINEMA NEGRO

+ NA REVISTA
DE CINEMA/Uol:
. NOVO FILME DE ORLANDO
SENNA: “IDADE DA ÁGUA”

http://revistadecinema.com.br/2018/11/cinebrasiltv-estreia-novo-longa-do-cineasta-orlando-senna/

. FESTIVAL DO RIO 2018:
receberá Olivier Assayas e
filme de Emir Kusturica sobre
PEPE MUJICA + Filme sobre ELENA FERRANTE

http://revistadecinema.com.br/2018/10/festival-do-rio-recebe-olivier-assayas/

+ NA REVISTA DE CINEMA/Uol:
ALMA CLANDESTINA, DE JOSÉ
BARAHONA, PARCERIA
COM A CINEBRASILTV:

http://revistadecinema.com.br/2018/10/mostra-sp-alma-clandestina/

. VERISSIMO
OBRIGATORIO: A coluna de Verisssimo,
hoje, na ZH, Estadão e Globo, fala dos OMISSOS. Há vida inteligente em nosso país-pesadelo!

. LISTA DOS 100 MAIS DA BBC:
traz outro filme latino-americano além do brasileiro
CIDADE DE DEUS: “E Tu Mamán Tambiem”, do Cuarón. E, também, de certa forma, com Guilermo del Toro (com O Labirinto do Fauno, co-produção entre Espanha e México). Há muitos Kurosawa, Fellini, Buñuel, De Sica (“Ladrões de Bicicleta” em segundo lugar), Mizoguchi… e O ESPIRITO DA COLMEIA, filme epifânico de Victor Erice… Dois Renoir (A Regra do Jogo e A Grande Ilusão)… “O Leopardo” em 35o lugar? Merecia melhor colocação, mas creio que é o único Visconti da lista. Vardá ficaria melhor com o documentário “Os Catadores e a Catadora” (mas ela está em 44o. com Cleo de 5 às 7). Doius Edward Yang (que bom!!). A Batalha de argel, de Gilo Pontecorvo em 19o: maravilha. Almodóvar com “Tudo Sobre Minha Mãe” (32o.). Meu Fassbinder preferido (“O Medo Devora a Alma, em 66o). Um africano, pelo menos: “Touki Bouki”, de Mambéty, que vimos no Olhar de Cinema, em Curitiba, 2018). O Encouraçado Pontenkin, de Eisenstein, em 24o!!! Nos anos 1950 era conseiderado o filme mais inventivo e ousado do mundo (para mim continua sendo). Buñuel reconhecido com “Viridiana”, sua obra-prima, com “Anjo Exterminador”, “Discreto Charme da Burguesia” e “A Adolescente” (este, para mim, não merecia o 80o, que ficaria infinitamente melhor se atribuído a Los Olvidados, filmaço!!). L’ Atalante, de Vigo, em 50o. Obra-prima inquestionável. Vários Tarkovsky, vários asiáticos (impressionante a presença de vários Wong Kar-Wai: para mim, bastava o belo “Amor à Flor da Pele), muitos franceses, italianos, russos, japoneses…Nenhum Jia Zhang-Ke (Still Life merecia!). Poucos documentários (O Homem com a Câmara, do Vertov), um só curta (La Jetée, do Marker).

. MOSTRA SP 2018:
Um amigo, muitasss vezes, me indicou uma animação espanhola adulta, na Mostra SP, e não tive tempo nem de ler a sinopse. Ontem li e quase chorei: eu ia amar ver o filme com os bonecos gigantes de Pamplona!!! Dancei. BLACK IS BELTZA,
de Fermín Muguruza.

. Dias terríveis:
soube ontem que a revista Época dispensou Paulo Roberto Pires e sua crônica semanal, que junto com a coluna de Conrado Hubner tornara-se leitura obrigatória.