.

LULU CORRÊA, em foto feita por rô caetano, no FEST BRASILIA, três anos atrás, quando Luêlane Loiola Corrêa integrou o Juri da competição de Longa-Metragem

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS

+ PROGRAMA DO
TRAJANO COM ZICO,
NOTA DEZ NA COLUNA
DE PATRICIA KOGUT:
reprise neste sábado, 17h00.
Domingo, 21h00 tem programa novo.

+ VANDRÉ NA COLUNA DE
TARIK DE SOUZA (SUPERSONICAS)

+ VANDRÉ NO JORNAL
DA PARAIBA (DIGITAL)

+ PREMIOS DAVID DI DONATELLO

+ QUERÔ & MAXWELL

+ FEST É TUDO VERDADE
2018 (Na Revista de Cinema/Uol)

+ PREMIOS PLATINO + ESTREIAS NOS CINEMAS
+ A ODISSEIA + SOLDADOS DO ARAGUAIA

+ CARLOS ALBERTO MATTOS NA CARTA MAIOR
+ VENCEDORES DO FEST GUADALAJARA

***BILHETERIAS
BRASILEIRAS

*** É TUDO VERDADE
2018 – XXIII FESTIVAL
INTERNACIONAL DE
DOCUMENTÁRIOS:
Na Revista de Cinema/Uol
http://revistadecinema.com.br/2018/03/festival-e-tudo-verdade-2018/

* GERALDO VANDRÉ
nas Supersônicas
DE TARIK DE SOUZA

Rô querida:

Li sua dica sobre a apresentação do Vandré e

fiz uma nota para a minha coluna Supersônicas

que mantenho no site do

Instituto Memória Musical Brasileira. bjs — Tárik

http://immub.org/noticias/a-reaparicao-historica-de-geraldo-vandre

***Uma gentileza de meu amigo
Lúcio Vilar, professor da UFPB e
diretor do fest Aruanda:
*NO JORNAL
DA PARAIBA (DIGITAL)

Geraldo Vandré diz que ainda é a

puta mais cara do Brasil. Artista
volta aos palcos nesta quinta – Sílvio Osias

http://blogs.jornaldaparaiba.com.br/silvioosias/2018/03/21/geraldo-vandre-diz-que-ainda-e-a-puta-mais-cara-do-brasil-artista-volta-aos-palcos-nesta-quinta/

****FEST É
TUDO VERDADE
2018 – XXIII FESTIVAL
INTERNACIONAL DE
DOCUMENTÁRIOS:
Na Revista de Cinema/Uol
http://revistadecinema.com.br/2018/03/festival-e-tudo-verdade-2018/

+ GERALDO VANDRÉ EM CONCERTO

ESPECIAL DA SNFÔNICA DA PARAÍBA,
HOJE E AMANHÃ, QUINTA-FEIRA, DIA 22,
e SEXTA, DIA 23. EM JAMPA (PB)

****DVD DE VANDRÉ: CONCERTO COM A SINFONICA + NOEL

ROSA 4, NO ARTE 1 (REPRISE) + PERÉIO, ZELITO VIANA,

* FEST É TUDO
VERDADE 2018:

+ LULU CORRÊA E HUGO CARVANA

+ SAFRA IMPEACHMENT
SEGUE (QUASE) INÉDITA

+ TRÊS BRASILEIROS NA
COMPETIÇÃO INTERNACIONAL (quais são???)

+ “CHE”, DE MARGARITA HERNANDEZ, COMPETE
NAS MOSTRAS BRASILEIRA E LATINO-AMERICANA

+ FILME SOBRE BIRRI NA
LATINO-AMERICANA E INTERNACIONAL

+ QUERÔ: MAXWELL NASCIMENTO

+ A ODISSEIA DE
COSTEAU (BOTO COR DE ROSA)

+ “SOLDADOS DO ARAGUAIA”, DE
BELISARIO FRANCA, ESTREIA
HOJE 22 DE MARÇO

*** BILHETERIAS
BRASILEIRAS

ESTREIAS:

. A Luta do Século…………………………………………………………………………1.434
. O Silêncio da Noite é q é Testemunha de Minhas Amarguras…….313
. Híbrido – Os Espíritos do Brasil……………………………………………………171

. Imagens do Estado Novo”……………..não disponível

CONTINUAÇÕES:

. Fala Sério, Mãe…………………………………………………………………………..3.015.671
. Os Farofeiros………………………………………………………………………………1.147.593
. Peixonauta……………………………………………………………………………………….21.154
. Torquato Neto, Todas as Horas do Fim…………………………………………….5.930
. Encantados…………………………………………………………………………………………5.637
. A Imagem da Intolerância…………………………………………………………………….409
. Cláudio Santoro, O Homem e Sua Música……………………………………………389

+ TRAJANO, PROGRAMA
INÉDITO, TODO DOMINGO,
NO CANAL BRASIL

+ “NOEL ROSA PARTE V NO ARTE 1
(NA PROXIMA SEGUNDA-FEIRA)

+ ARTIGO DE MARIO
SERGIO CONTI (FOLHA, 17-03-18)

******** MAXWELL
NASCIMENTO: QUERÔ
Em nosso passeio pelo centro
histórico de Santos, no
último final de semana,
nos encontramos
com um dos atores de “Querô”, o
longa de Carlos Cortez (2005/2006).
A cidade foi cenário do filme, baseado
em texto de Plínio Marcos, que aqui nasceu.
**** Pesquisando sobre “Querô”, na
internet, vi reprodução de matéria do “Programa de
Domingo”, da Record, na qual vemos Maxwell Nascimento, o protagonista, que depois ator de “Malhação”, trabalhando com o pai na venda de pastéis. Ou seja, afastado do trabalho de ator. Tivemos ótima convivência com ele, na época em que “Querô” fez o circuito de festivais. No CineCeará (o Festival de Fortaleza o premiou “Querô” como melhor filme), a chegada dos “querôs” ao ônibus que nos levava ao cinema e, depois, de volta ao Hotel, era sinônimo de alegria. Eles batucavam, cantavam sambas, conversavam com todo mudo. Quando Zanin lançou o livro “Fome de Bola – Cinema e Futebol no Brasil” (Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial de SP), os “querôs” foram pegar o autógrafo dele.
Afinal, amavam (amam), como Zanin, cinema e futebol.
Manter uma carreira de ator não é fácil. Depende de sorte, talento (isto não falta a Maxwell, premiado pelo “Querô”), oportunidade, disciplina, etc. No Brasil, meninos talentosos como Fernando Ramos da Silva (o Pixote), Sávio Rolim (o Menino de Engenho, de Walter Lima Jr), entre outros, não conseguiram sequenciar suas carreiras. Fernando, caso trágico, foi assassinado aos 19 anos. Sávio Rolim chegou a trabalhar em alguns filmes, no Rio, mas voltou à Paraíba natal, onde envelhece solitário… Tomara que Maxwell consiga retomar suas carreira.

*****QUAIS SÃO OS 3 FILMES DA COMPETIÇÃO BRASILEIRA QUE
ESTÃO TAMBÉM NA COMPETIÇÃO INTERNACIONAL????
******PENSEI QUE
MUITOS FILMES DA “SAFRA
IMPEACHMENT” ESTARIAM NA COMPETIÇÃO OU
EM SESSÕES ESPECIAIS. MAS SÓ “O PROCESSO”, DE GUTA RAMOS,
SERÁ APRESENTADO, EM CARÁTER HORS CONCOURS.
Continuamos, pois, aguardando:

1. EXCELENTÍSSIMOS, de Douglas Duarte (RJ)
2. IMPEACHMENT: 2 PESOS e 2 MEDIDAS, Petra Costa (RJ)
3. “NO PALÁCIO”, Muylaert, Politi e Charlone (SP)
4. JÁ VIMOS ESTE FILME, de Boca Migotto (RS)
5. FILME MANIFESTO, O Golpe de Estado, de Paula Fabiano (…)
6. ESQUERDA EM TRANSE, de Renato Tapajós (Campinas)
******Já mostrados em
festivais brasileiros:
* Operações de Garantia da Lei e da Ordem… (Júlia Murat & Miguel
Ramos — este sobre as manifestações de 2016, que
levaram ao impeachament) – RJ
* “O MURO”, de Lula Buarque de Hollanda (RJ)
* Um Domingo de 53 Horas”, de Cristiano Vieira (DF)

*******XXIII FEST É TUDO
VERDADE (2018) — NA REVISTA DE CINEMA/Uol: MATÉRIA
(ETV 2018).
Na foto abaixo, a cineasta e montadora
LULU CORRÊA. Um dado curioso: ano passado, o FEST ETV
apresentou o novo nome do cineasta Ícaro Martins: Francisco C. Martins.
Agora é Luelane (Maria) Loiola Corrêa, montadora de filmes de Nelson
Pereira dos Santos e diretora do delicioso “Como Se Morre no Cinema”
(sobre a cachorra Baleia, de Vidas Secas) que, contaminada pela
alegria de seu personagem, Hugo Carvana, resolve adotar o enxuto
LULU CORRÊA. Conversei
com ela. Luelane me contou que teve todo apoio do
próprio Carvana para realizar o filme, que abrirá o Festival, no
Rio, dia 12 (a abertura em SP será dia 11, com Adoniran). Este é o primeiro
longa da montadora, cineasta. Ela foi assistente de direção de Carvana em
“O Homem Nu”. Depois, diretora-assistente nos filmes que ele realizaria
após a adaptação de Fernando Sabino (Apolônio Brasil, Casa da Mãe Joana,
Não se Preocupe, Nada Vai Dar certo e Casa da Mãe Joana 2). Aliás, me disse ela:
um dia o próprio Carvana me perguntou: “Você não quer fazer um filme sobre mim?”.
Ela aceitou o desafio, escreveu o roteiro e mostrou a ele. O autor de “Vai Trabalhar, Vagabundo”gostou. Detalhe, em CARVANA, Lulu não assina a montagem.
A tarefa coube a Rita Carvana.

http://revistadecinema.com.br/2018/03/festival-e-tudo-verdade-2018/

+ PRÊMIOS PLATINO + ELVIRA RIOS +