+ JONAS (foto) E O CIRCO SEM LONA + RODRIGO TEIXEIRA, OLIVIER ASSAYAS & FERNANDO MORAIS + PREMIOS PLATINO 2018 (NO INSTANTE AGORA)

+ “VINCERE” NO CANAL ARTE 1 + EM ABRIL: 44o. FESTIVAL SESC MELHORES DO ANO + LIVRO: “FEMININO E PLURAL – A MULHER NO CINEMA BRASILEIRO” (PAPIRUS)

+ OS 100 MELHORES DOCUMENTARIOS BRASILEIROS (ABRACCINE-LETRAMENTO + REVISTAS DE CINEMA: TEOREMA 24 (RS), PREVIEW BRASIL 100 + REVISTA DE CINEMA/Uol

*ELOGIOS AO ARTIGO DO PROFESSOR DA USP, CONRADO HUBNER MENDES (Ilustríssima, FSP – 29-01-18), só fazem
se multiplicar. Ele analisa a atuação do STF, definido por ele como praticante do “ilusionismo de vanguarda”)

**** JONAS (foto) E O CIRCO SEM LONA
Enviei à cineasta baiana, Paula Gomes, diretora
do documentário “Jonas e o Circo Sem Lona”, a seguinte pergunta:
Que rumo tomou Jonas depois do seu filme? Ele está estudando
teatro, atuando, fazendo algo relacionado à arte? Este menino é talentoso
e carismático, merece seguir carreira. Me conte o que ele
está fazendo e o que o filme significou na vida dele. Ok? (Ver foto
de Jonas, hoje, no Blog Almanakito)

Resposta de Paula: Jonas agora tem 19 anos e continua lindo e talentoso. Depois
do filme, fez várias oficinas, não só de teatro, mas também de cinema (agora mesmo terminou
uma de fotografia). Ele estava super empolgado com a experiência do doc e então nós oferecemos a ele aprender algo de “trás das câmeras” também; o que ele desejasse…. E ele escolheu a fotografia! Então no nosso último filme, “Filho de Boi”, uma ficção, além de Jonas fazer uma participação como ator, ele foi também 2o assistente de câmera. Amou a experiência! E se saiu super bem! Nesse mesmo filme, a mãe dele, Wilma, foi minha assistente de produção. Agora somos uma grande trupe de cinema e circo, rs. E Jonas segue com a gente em todos os trabalhos do nosso coletivo. Esse ano, vamos filmar uma série de TV. Ele vai participar como ator e 2o assistente de câmera outra vez! :). Ah, ele está noiva da Ana, a menina que ele beija no filme.

*****PRÊMIOS PLATINO (ANO V) 2018 (entrega dia 29 de abril, na Riviera Maya, no México)*****Vejam abaixo que há mais um filme brasileiro na pre-seleção dos Prêmios Platino. Trata-se, portanto, do vigésimo título. O documentário “No Intenso Agora”, de João Moreira Salles. Quando vi a lista, ontem, pensei que o filme de João não havia estreado dentro do prazo avaliado pela comissão de pré-seleção do
Platino-Melhores do Cinema Ibero-Americano. O filme está em cartaz há 12 semanas. Estreou, portanto, em novembro. Mas se está concorrendo só por sua trilha sonora. Isto é sinal de que ele foi avalido por obedecer aos prazos (o Platino só analisa filme lançado comercialmente, já o Fênix, do México, aceita filmes que tenham sido exibidos em festivais). Conclusão: “No Instante Agora”, que fez brilhante carreira em festivais internacionais, foi, portanto, descartado (para a categoria de melhor documentário) pelos pré-selecionadores. *****Creio que estes 20 títulos brasileiros foram
pre-escolhidos por instituições brasileiras, já que a Egeda-Fipca, instituições que promovem o prêmio, estabelecem parcerias com
Escolas e Academias de Cinema.

****TELEVISÃO:
CANAL BRASIL + CANAL CURTA+ ARTE 1:

. Hoje, no Canal Brasil, Amir Labaki entrevista Lúcia Murat (em pauta: cinema documentário). Programa “Cinema do Real”, 21h00.

. Hoje, no Arte 1, uma obra-prima do cinema peninsular,
VINCERE, de Marco Bellocchio. 0h15.

. Hoje, no Curta!, “Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo”,
belo filme de Marcelo Gomes & Karim Ainouz. Prestem
atenção nos mergulhadores de Acapulco.

*****LOU (A RUSSO-GERMÂNICA): Surpreendente a bilheteria de
LOU, produção germânica, no Brasil. Em suas primeiras semanas, o filme vendeu 23.624 ingressos, mesmo estando em cartaz em pouquíssimas salas.

*****RORIGO TEIXEIRA, OLIVIER
ASSAYAS E FERNANDO MORAIS:
Acabo de ler, em O Globo, que Rodrigo Teixeira, o mais ousado e surpreendente produtor brasileiro (e internacional), está estudando, com o craque Olivier Assayas (do arrebatador “Carlos” e tantos outros filmes importantes) locações em Cuba e em Miami-EUA para ambientar o longa “Os Últimos Soldados da Guerra Fria”, baseado em livro de Fernando Morais. Neste exato momento, Rodrigo, que já tem uma invejável cartela de produções e co-produções brasileiras e internacionais, curte a glória de ter um filme — “Me Chame pelo Seu Nome” — como um dos nove finalistas ao Oscar. Não integro o time dos que se apaixonaram pelo longa dirigido por Luca Guadagnino (um amigo, gay, definiu o filme como “uma bela sessão da tarde gay”), mas o feito (ser finalista ao Oscar na categoria principal) para o jovem produtor brasileiro é notável. Disto ninguém duvida. E, para fechar: um brasileiro produzindo Assayas, convenhamos,
é luxo só. Fernando Morais não poderia estar em melhores mãos.

****PRÊMIOS PLATINO (ANO V) 2018
+ MAIS UM BRASILEIRO: “NO INTENSO AGORA”

DA ASSESSORIA DE IMPRENSA
CORINGA COMUNICAÇÃO

Mais um brasileiro

Por uma falha de transcrição faltou incluir uma produção brasileira entre os filmes pré-selecionados para
os V Premios Platino: “No Intenso Agora” está pré-indicado na categoria Música Original. A lista completa é:

O FILME DA MINHA VIDA: melhor filme ibero-americano de ficção; música original; atriz;

direção de arte; direção de fotografia; trilha sonora.

BINGO: O REI DAS MANHÃS: melhor obra de estreia de ficção; direção de montagem;

direção de arte; direção de fotografia; trilha sonora.

COMO NOSSOS PAIS: melhor filme ibero-americano de ficção; direção; roteiro; Prêmio Platino de Cinema e Educação em Valores.

GABRIEL E A MONTANHA: melhor filme ibero-americano de ficção; direção; roteiro.

VAZANTE: melhor obra de estreia de ficção.

Na categoria Melhor Ator: Alexandre Nero (João, o Maestro) e Matheus Nachtergaele (Zama)

Na categoria Melhor Atriz: Bruna Linzmeyer (O Filme da Minha Vida) e Raquel Karro (Pendular)

Na categoria Documentário: CRÔNICA DA DEMOLIÇÃO; DIVINAS DIVAS; UM FILME DE CINEMA.

Na categoria Animação:

AS AVENTURAS DO PEQUENO COLOMBO; BUGIGANGUE NO ESPAÇO; CAFÉ, UM DEDO DE PROSA; HISTÓRIA ANTES DE UMA HISTÓRIA; HISTÓRIAS ASSOMBRADAS – O FILME; LINO, UMA AVENTURA DE SETE VIDAS.

Na categoria Direção de Montagem: JOAQUIM.

Na categoria Música Original: JOAQUIM e NO INTENSO AGORA

Anúncios