BILHETERIAS BRASILEIRAS: BINGO, O REI DAS MANHÃS + CORPO ELÉTRICO

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS + ANTONIO PRATA + FERNANDO ABRUCIO + LUIZ BOLOGNESI + CINEMA ITALIANO EM DIVERSAS CAPITAIS

+ ESCOLA DE SAN ANTONIO DE LOS BAÑOS + CINEASTA TRANS GANHA KIKITO DE “MELHOR DIREÇÃO” POR “TAILOR” + FEST GRAMADO 2017 (NOITE DOS KIKITOS)

+ MOSTRA MOSFILM + FERNANDO PÉREZ (ÚLTIMOS DIAS EM HAVANA: “MORANGO & CHOCOLATE VINTE ANOS DEPOIS”)

+ WILSON DAS NEVES + PREMIO BRASIL DO
CINEMA BRASILEIRO (TROFEU GRANDE OTELO):
DIA 5 DE SETEMBRO (TRANSMISSÃO AO VIVO
PELO CANAL BRASIL)

+ FEST BRASILIA “ANO 50” COMEÇA NA SEXTA-FEIRA, 15 DE SETEMBRO. E VAI ATÉ 24 DO MESMO MÊS. COM HOMENAGEM A NELSON PEREIRA DOS SANTOS E AMPLA PROGRAMAÇÃO

+ AMIRLABAKI RECOMENDA O LIVRO “AMERICA LATINA EM 130 DOCUMENTARIOS”, DO URUGUAIO JORGE RUFFINELLI (Editora É Realizações, em tradução brasileira, 416 páginas, R$89,90)

**FEST GRAMADO
2017 — EDIÇÃO 45
NA REVISTA DE CINEMA/Uol

**** VENCEDORES DO
FESTIVAL DE GRAMADO 2017
+ TABELAS DOS PREMIADOS
NAS 3 MOSTRAS COMPETITIVAS

http://revistadecinema.uol.com.br/2017/08/“como-nossos-pais”-de-lais-bodanzky-e-o-grande-vencedor-da-noite-dos-trofeus-kikito/

+ FEST GRAMADO
(NOITE DOS KIKITOS)
Pelo que havia apurado no pós-premiação, não houvera (como houve no juri brasileiro) unanimidade na escolha do melhor filme latino-americano. Os cinco jurados dividiram-se entre dois filmes argentinos (e não entre um argentino e peruano, como eu concluíra). Os três mais premiados foram, realmente, os dois argentinos (Sinfonia para Ana e Pinamar) e o o peruano “La Última Tarde”). Três jurados votaram em “Sinfonia para Ana” e dois em “Pinamar”. O filme de Peru ficou com os Kikitos de melhor atriz e melhor roteiro (e não foi votado para o prêmio principal).

+ LUIZ BOLOGNESI:
Domingo passado, em sua coluna na Folha, Antônio Prata ironizou “sob a metáfora do Vai prá Cuba”, o quão deplorável tornou-se o debate político no Brasil. No Valor Econômico, o cientista político Fernando Abrucio volta a cobrar mais complexidade e tolerância entre os brasileiros. Em sua coluna
RES PUBLICA — O Desafio de Lutar contra a Bárbarie”, ele propõe: “Faça sua parte, leitor, converse com quem você não concorda, sem que isso vire um jogo de ódio”. E por que esta nota vem encabeçada pelo nome do cineasta e roteirista Luiz Bolognesi? Porque ele é um dos raros (raríssimos) brasileiros que sabem ouvir. Neste exato momento, o filme que ele escreveu — “Bingo, o Rei das Manhãs” — vem ganhando ótimas críticas. Li dois textos dissonantes: um de Carlos Alberto Mattos e outro de Luiz Carlos Merten, que fez, domingo passado, no Estadão, um “Gostei” x “Não Gostei” — ele não-gostando e Luiz Zanin Oricchio gostando. Bolognesi leu a crítica negativa de Mattos e com ele dialogou, em altíssimo nível, no espaço digital. Antes, quando estreara seu primeiro longa como diretor — “Uma História de Som e Fúria”, animação premiada em Anecy/França — Bolognesi manteve igual nível de diálogo com o crítico João Nunes, que fizera restrições ao filme no Correio Popular, de Campinas. No Brasil, infelizmente — e mais ainda nestes tempos temerários-BOÇALnaros — um acorde (um texto, uma ideia) dissonante é razão para pedradas da estupidez….

+ FEST VIÑA DEL MAR:
De 5 a 10 de setembro, no Chile. Comemoração pelos 50 anos da edição de 1967, que serviu de vitrine aos novos cinemas da América Latina.

+ DOIS LIVROS LATINO-AMERICANOS +
Biografia de Ruy Guerra, escrita por Vavy Pacheco Borges, vendeu 162 exemplares em São Paulo e 116 no Rio. E tem convites para lançamentos em diversas cidades brasileiras. Autora e editora (Boitempo) estão entusiasmados.

+ BILHETERIAS BRASILEIRAS

+ O PRÊMIO BRASIL DE CINEMA
(TROFEU GRANDE OTELO):
No Teatro Municipal do Rio de Janeiro, na
terça-feira, 5 de setembro, à noite, com transmissão ao vivo do Canal Brasil

*BILHETERIAS

BRASILEIRAS

Fonte: Boletim Filme BData: 29-08-2017

Editor: Paulo Sérgio Almeida
Assinaturas: filmeb@filmeb.com.br

****ESTREIAS:

“Bingo, o Rei das Manhãs…………………………..64.103

“Doidas e Santas”…………………………………………13.452

“Um Filme de Cinema”…………………………………….608

****CONTINUAÇÕES:

DPA (Detetives do Prédio Azul)……………..1.171.905

Um Tio Quase Perfeito………………………………555.195

O Filme da Minha Vida……………………………..256.136

Malasartes e o Duelo Contra a Morte…………109.305

João, o Maestro………………………………………………61.225

Divinas Divas………………………………………………..33.194

Corpo Elétrico…………………………………………………11.352

Fala Comigo……………………………………………………..9.192

Rifle………………………………………………………………….1.831

Viva o Cinema!……………………………………………………529

O Homem Que Matou John Wayne…………………….148

Intolerância.doc…………………………………………………….106 ***** O filme “Bingo, o Rei das Manhãs”, em cartaz em 392 pontos de exibição, vendeu pouco mais de 64 mil ingressos em seus quatro primeiros dias (média de 164). Uma pena, pois trata-se de longa sólido, muito bem filmado (Daniel Rezende, seu diretor, que conhecemos como o jovem o montador de “Cidade de Deus” é um bicho de cinema), com ótimos atores. E uma história espantosa: o longa ficcional (estreia de Rezende) recria, com muitas liberdades, a vida de Arlindo Barreto, filho da jurada boazinha do Programa Flávio Cavalcanti, Márcia de Windsor. Ele foi um dos intérpretes do palhaço Bozo, no SBT. Fez pornochanchadas, pontas em novelas, mergulhou nas noitadas, no uísque e na cocaína, foi mamorado de Gretchen (em recriação exuberante da baiana Emanuelle Araújo). Vladimir Brichta está ótimo no papel de Bingo. E o filme nos traz o saudoso Domingos Montagner fazendo o que mais sabia fazer: ser palhaço e ensinar técnicas do picadeiro (ele dá aulas para o Bingo pegar cancha no novo ofício). Como entender o pouco público de “O Rei das Manhãs”? Creio que duas razões são as principais: os filmes brasileiros estão sendo vítimas da baixíssima auto-estima (e astral) que tomou (mais uma vez) conta da alma nacional. 2. Trata-se de um filme adulto (censura 16 anos), sobre um palhaço televisivo envolvido com sexo-droga-e-música pop…. Um palhaço que ocupava as manhãs da meninada!!! Creio que daí surgiu um curto-circuito. **** Uma surpresa no circuito de arte: “Corpo Elétrico”, de Marcelo Caetano, em sua segunda semana, já passou dos onze mil espectadores.