FEST GRAMADO 2017 — CARLOS GERBASE E LUCIANA TOMASI APRESENTAM “BIO”+ PUC-RS E SEU CENTRO TECNOLÓGICO + PUC-LIMA (PERU): LIVRO “HABLEMOS DE CINE” E FESTIVAL

******FEST GRAMADO 2017 – EDIÇÃO 45 — O cineasta e professor da PUC-RS, Carlos Gerbase (na foto com sua companheira e produtora Luciana Tomasi), participa da competição brasileira com seu sétimo longa-metragem, BIO. Trata-se, como ele mesmo define, de “mais que um falso documentário, um documentário impossível”. O filme conta a (suposta?) história de um homem que viveu 101 anos, teve quatro famílias e fez importantes descobertas científicas. Participam deste “documentário impossível” atores como Maitê Proença (uma das protagonistas de outro longa do diretor, “Tolerância”), Maria Fernanda Cândido, Marco Ricca, Werner Schunemann, Sheron Menezes, Zé Victor Castiel, entre muitos outros (são, no total, 40 “depoimentos”). Além de apresentar a primeira sessão pública de BIO, Gerbase acompanha as atividades do Tecna-PUC (Centro Tecnológico Audiovisual do Rio Grande do Sul), instituição que, em parceria com o Governo gaúcho e a Fundacine, pretende participar ativamente do fomento ao audiovisual no estado sulista. Localizado no município de Viamão, na grande Porto Alegre, o TecnoPUC está investindo R$27 milhões neste projeto, cuja primeira etapa

(estúdio de cinema e TV de alta tecnologia) já está implantada. Em 2018, será implantada a segunda fase, que contará com laboratórios de criação de filmes animados, games, efeitos visuais, 3D, motion capture, além de estúdio de som com sala de mixagem. A PUC gaúcha já tem forte presença na produção de curtas-metragens que participam, anualmente, do Gaúchão e da Mostra Nacional, em Gramado. Com o Tecna, esta presença deve ampliar-se ainda mais. Outra PUC a marcar presença no Festival gaúcho é de Lima, capital do Perú. O professor e pesquisador Isaac León está em Gramado, onde participa do Juri da Mostra Latina e lança o livro “Hablemos de Cine – Volume 1”, dedicado ao cinema latino-americano e peruano. Trata-se de coletânea de ensaios, coordenada por ele, em parceria com Federico de Cárdenas. O livro será lançado, hoje, no Hotel Serra Azul. Antes de autografá-lo, Isaac León fará palestra sobre a produção cinematográfica em seu país. Vale lembrar que, na capital peruana, a participação da PUC no processo de difusão cinematográfica é vital. Afinal, a instituição organiza o Festival de Cinema de Lima, o maior do país.