*****CINECEARÁ 2017: abaixo, uma série de fotos da sessão oficial (e do debate) do longa argentino NINGUÉM ESTÁ OLHANDO (Nadie nos Mira), de Júlia Solomonoff, protagonizado pelo ator Guillermo Pfening (de “Nacido y Criado”, de Pablo Trapero). O filme rodado em Nova Iorque é fruto do trabalho de uma verdadeira ONU cinematográfica. Vários países ajudaram nesta coprodução. Incluindo a brasileira Taiga, produtora de Lúcia Murat. O longa-metragem argentino motivou concorrido debate no festival — que premiou o filme anterior da realizadora (El Ultimo Verano de lá Boyita”). Ótimas perguntas foram dirigidas à cineasta e ao ator, ambos muito articulados. Eles deram ótimas respostas. Júlia contou algo que parece óbvio, mas não é: seu filme estava em cartaz em circuito de shopping center, em Rosário, sua cidade. Vinha conseguindo média que garantiria sua permanência, mas foi retirado de cartaz com o seguinte argumento: o público que frequenta seu filme não consome pipoca, nem nachos, nem refrigerante. Então dá prejuízo ao exibidor. Dois detalhes curiosos: Júlia foi assistente de Walter Salles em “Diários de Motocicleta” e Guillermo começou sua carreira como ator de cinema numa pequena participação em “Coração Iluminado”, filme de Hector Babenco. Numa das fotos abaixo o ator dá entrevista a Bernadete Duarte, do Canal Brasil.

Enviado do meu iPhone

Anúncios