LUIZ PAULINO DOS SANTOS -1930-2017 — Ontem, o cineasta Edgard Navarro me contou que Luiz Paulino dos Santos, um dos descobridores de LUIZA MARANHAO, fonte do projeto BARRAVENTO e diretor de MAR CORRENTE (1967), CRUELDADE MORTAL (1976) e um dos episódios de INSÔNIA, baseado em Graciliano Ramos, se foi. Morreu aos 86 anos. Paulino e Navarro tiveram intensa convivência no set de O HOMEM QUE NÀO DORMIA, pois Navarro escalou o velho cineasta para interpretar, com suas alvas e longas barbas, um personagem de seu longa-metragem. NA foto abaixo, feita por mim na Jornada de Cinema da Bahia, em 2008, PAULINO é visto ao lado de Camila e Antonio Pitanga e do produtor Braga Neto. Creio que foi nosso último encontro. Naquele justo momento, no Teatro Castro Alves, o crítico e reporter Joao Sampaio me deu, na frente de Luiz Paulino, uma cópia de matéria que ele publicara na Gazeta Mercantil, sobre a epopeia de construção de BARRAVENTO, que foi das mãos de Paulino para as de Glauber Rocha. Na hora, Paulino contou que não tinha aquela reportagem em seus arquivos. O que fazer? Dei meu “presente” para ele. Tomara que esteja bem guardado e que seja encaminhado aos arquivos oficiais da Bahia, pois João partiu aos 40 e poucos anos. E PAULINO nos deixou no último domingo. MAs fica na memória de atrizes como LUIZA MARANHAO e MARIETA SEVERO. E do cinema baiano e brasileiro.

Enviado do Ipad de Rosário

Anúncios