O SENHOR DAS JORNADAS + CINE DELAS + EU TE LEVO, DE MARCELO
MULLER + 100 MAIS DO MÉXICO (1994) + LIVRO DE MATTOS

+ EU TE LEVO (MARCELO MULLER)

+ 100 FILMES MEXICANOS (1994)

+ CINE DELAS (NO CANAL BRASIL):

ANNA MUYLAERT ENTREVISTA

CECÍLIA “Capitães da Areia” AMADO.

+ LIVRO “ONZE SUPREMOS”,
EDITORA LETRAMENTO:
ver excelente coluna de
Maria Cristina Fernandes, no
jornal Valor Econômico (31-03-17)

+ LIVRO DE CARLOS ALBERTO MATTOS

+ MÉXICO: DOIS

ARMENDÁRIZ, OFÉLIA MEDINA,
PAUL LEDUC, CHAVELA Y SUAS MUJERES….

+ RESENHA DO
LIVRO DE CARLOS
ALBERTO MATTOS

+ EU TE LEVO
(FILME E FONTE DE TESE
DE DOUTORADO DE
MARCELO MULLER)

Oi Rosario!
Estou louco pra saber a
sua opinião sobre o “Eu te Levo”,
mesmo que seja pessoal!… Tem
algo “latinoamericano” nele,
pelo menos eu acho.
Mesmo que às vezes a recepção
dos críticos não seja tão
positiva, estou muito orgulhoso do que está na tela.
Além disso, o filme rendeu
a minha tese de doutorado, que está aqui: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27161/tde-10032017-153652/

Bjs. Marcelo Muller

*******Las 100
mejores películas
del cine mexicano – 1994

BUÑUEL, O MAIS VOTADO (MUITOS TÍTULOS)

https://es.m.wikipedia.org/wiki/Anexo:Las_100_mejores_pel%C3%ADculas_del_cine_mexicano

**SOCIEDADE BRASILEIRA
DE BLOGUEIROS CINEFILOS
ATRIBUI O PREMIO BLOG DE OURO.

* FEST É TUDO VERDADE: HOMENAGEM AO DOCUMENTARISTA SERGIO MUNIZ,

* DA 26 DE ABRIL: LANÇAMENTO,
EM SALVADOR, DA SÉRIE DE TV “O SENHOR
DAS JORNADAS”, DE JORGE “SAMBA RIACHÃO” ALFREDO GUIMARÃES.

*PRESENHA DO
LIVRO DE MATTOS:
Leiam, hoje, no Valor Econômico, excelente resenha de Amir Labaki ao livro “CINEMA DE FATO”, de Carlos Alberto Mattos (Ed. Jaguatirica, R$59,90). Título da resenha:
“RADIOGRAFIA DO CINEMA DE FATO — Textos analíticos reunidos em livro de Mattos sobre produção não ficcional contemporânea brasileira primam pela elegância da escrita, pelo PODER CONTEXTUALIZADOR DO HISTORIADOR e pela argúcia do especialista em nuances estéticas do gênero” (a caixa alta é minha, pois sou admiradora explícita dos fieis que rezam pela verissimiana Nossa Senhora do CONTEXTO).

+ CHEGANDO A
SÃO PAULO (ESTOU EM
SANTOS) IREI ASSISTIR
À ESTREIA DE
MARCELO MULLER,
CO-ROTEIRISTA
DE “INFÂNCIA PERDIDA”,
NA DIREÇÃO DE
LONGA FICCIONAL.
Vi o trailler do filme
no Cine Belas Artes.
Sigo rumo a Sampa dia 5,
para assistir à premiação do
43o Festival Melhores do CineSesc,
e nos dias seguintes, moderar dois debates
sobre cinema brasileiro, com Inácio Araújo,
Suyene Santos, Fabiano Ristum, entre outrossss.
Aguardem temas e debatedores. OK???

******MEXICO AMADO,
OS DOIS ARMENDÁRIZ,
OFELIA MEDINA, PAUL LEDUC,

+ CHAVELA Y SUAS MUJERES….

****CARLOS ALBERTO
MATTOS CONFIRMA
que sua irmã, a cineasta Monique
Gardenberg, está mesmo em São Paulo, realizando seu novo filme. À frente do elenco, Júlio Andrade, Erasmo Carlos e Seu Jorge (que também dá vida a Pixinguinha, em filme de Denise Saraceni). O Tremendão, como se vê, resolveu voltar com força total ao cinema (ele aparece com um dos depoimentos-pilares no doc
JOVEM AOS 50, sobre a Jovem Guarda, será tema de longa,
uma bio-fic de LUI FARIA, e agora trabalha com Monique)…

***** LEIAM, na Folha (31-03-17),
o depoimento de uma professora, creio que da
UFF (a Federal Fluminense) sobre o novo projeto
conceitual-editorial do diário paulistano.
************E LEIAM A excelente coluna de Fernando TORRES, com suas reflexões sobre o cinema de efeitos digitais alucinados.
A partir de A GRANDE MURALHA, de Zhang Yimou.

****E VIRAM FERNANDONA, a
Montengro, arrasando em Curitiba (FEST DE TEATRO)???
Como é que uma mulher de 87 anos pode ser tão inteligente, ativa, cidadã????? É o DNA, me responderão. O DNA dela e do Ruy Guerra são mesmo especiais!!!

*** VI no “face”,
foto de LOUIS GARREL
dando vida a GODARD, num filme do mesmo diretor de O ARTISTA. Magérrimo, meio calvo, GARREL, um dos deuses da beleza de celulóide (ih, agora digital), está a cara do diretor de O DESPREZO. Quando veremos o filme garreliano??? (Aproveitem a
última apresentação semanal do programa
FILMES QUE MARCARAM ÉPOCA, no Canal Curta, 56 na NET). Éum dos cinco melhores da poderosa série francesa. Dirigido pelo historiador-cineasta Antoine de Gaudemar, um fiel devoto de Nossa Senhora do CONTEXTO!!!. Creio que é a meia-noite deste domingo. Ou será na segunda?????


*** AINDA SOBRE O MEXICO AMADO

Só ontem, lendo OFELIA MEDINA, UM RETRATO, recém-lançado no Festival de Guadalajara — livro-álbum que ganhei de presente de Jorge Sanchez, presidente do ImCine azteca — descobri que PEDRO ARMENDARIZ JR, companheiro da atriz (a Frida de PAUL LEDUC), morreu em 2011. Não vi uma linha que fosse na nossa imprensa. E sou de ler necrológios no Globo, na Folha, no Estadão…. PEDRO, que vimos em filmes como O CRIME DO PADRE AMARO e A LEI DE HERODES (“ou te chingas o te jodes”), era um astro no México, assim como seu pai, o galã dos melodramas da Pelmex, par de MARIA FELIX em alguns deles. PEDRO JR morreu com setenta e poucos anos. O pai, PEDRO ARMENDÁRIZ, com sessenta e poucos (deu um tiro no ouvido, pois um câncer irreversível o destroçava. Até um dublê fora convocado para substitui-lo nas filmagens derradeiras do segundo 007). ******OUTRA ESTRELA MEXICANA

que se foi sem nenhum registro no BRASIL foi a cantora CHAVELA VARGAS. Ela partiu há poucos anos, em 2012, aos 93. NO livro de OFELIA MEDINA, escrito por Avelino Sordo Vilchis, A ATRIZ CONTA QUE INTERPRETOU CHAVELA no espetáculo teatral CHAVELA Y SUS MUJERES. Chavela era homossexual assumida. Ela, a cantora, participa do filme FRIDA, o protagonizado por Salma Hayek, não?? E agora, no FEST GUADALAJARA, foi apresentado um longa documental sobre Chavela. Quem o trará ao Brasil? A Mostra SP, de Renata Almeida?????

QUE VIVA MEXICO!!!

Estou escrevendo uma serie de flashes

sobre nossa viagem (de Zanin e minha)

ao país azteca. Aguardem.

Bjs rô

Anúncios