PREMIO ALMANAQUE PARA JULIANA GALDINO (LEITE DERRAMADO) NA FOTO ABAIXO: NO DESTAQUE, ELA INTERPRETA SUA PERSONAGEM EM COMUNICADO A UMA ACADEMIA.

+ CINE ITALIANO + AFRICA(S) + RUTH DE SOUZA + MOSTRA MOSFILM

ALMANAQUE DE NOVEMBRO
SEGUNDA-FEIRA (14-11-2016)

+ PREMIO ALMANAQUE PARA
JULIANA GALDINO (LEITE DERRAMADO)

+ MOSTRA RUTH DE SOUZA NO CCBB-SP

+ HOJE TEM “ESPELHO”, NO CANAL BRASIL (21h30,
COM LAZARO RAMOS & FLÁVIA OLIVEIRA)

+ FESTIVAL DE CINEMA ITALIANO EM SÃO
PAULO + MOSTRA MARCELLO MASTROIANNI

+ LEITE DERRAMADO, DE CHICO
BUARQUE, TEVE SESSÃO EXTRA
NO SESC ANCHIETA

+ AFRICA(S): CINEMA E
REVOLUÇÃO (RUY GUERRA):
DEBATE COM RUY GUERRA

+ CINEMA RUSSO NA
CINEMATECA BRASILEIRA

+ BIBLIOTECA DO
PAIAIÁ (SERTÃO BAIANO)

*****PREMIO ALMANAQUE:

O Prêmio Almanaque número 161 (Ano 14), deste mês de novembro de 2016 vai para a atriz Juliana Galdino, de 43 anos, protagonista de “Leite Derramado”. Num desafio sobre-humano, ela interpreta, com nuances e talento únicos (e uma trabalho de voz que a que jamais assisti), o delirante Eulálio D’Assunção, protagonista do romance de Chico Buarque (Leite Derramado) e da montagem da Cia Club Noir, que encerrou temporada ontem, 13 de novembro, no Sesc Anchieta. Trata-se companhia que ela mantém com o diretor teatral Roberto Alvim, desde que, em 2006, deixou o CTP- Grupo Macunaíma (a essencial companhia de Antunes Filho). Galdino tornou-se conhecida nos espetáculos do grande encenador brasileiro. Com ele fez “Fragmentos Troianos”, “Antígona”, “Medéia” (este valeu a ela o Prêmio Shell). No Sesc Anchieta, palco das invenções antunisianas, ela fez (dirigiu) a série Pret-a-Porter. Juro, na minha santa ingnorância, que não sabia que ela tinha deixado a companhia de Antunes Filho. E isto aconteceu há 10 anos!!!. Depois de ver
Juliana Galdino na pele de Eulálio D’Assunção, cheguei em casa com uma só ideia: saber tudo da trajetória desta atriz formidável. Encontrei material razoável na internet, mas nada à altura de seu talento e merecimento. Li que é filha de arqueólogos, que é capaz de interpretar à perfeição um macaco (em “Comunicação a Uma Academia”, de Kafka), que fez “Fluxorama”, com Caco Ciocler, sob direção de Monique Gardenberg. E que atuou em 5 ou 6 filmes. Aí fiquei estupefata: eu que vejo 99% dos filmes brasileiros, não consegui citar um que fosse. Algo estava (está) errado. Decerto, nenhum de nossos diretores deu a ela um papel do tamanho de seu talento. Mas pelo menos (alguns) tiveram sensibilidade para escalá-la: Ugo Giorgetti (Cara ou Coroa), Flávio Frederico (Boca.. do Lixo), Alan Fresnot (Família Vende Tudo), Heitor Dhalia (Nina). E “Ninjas” (um curta, um média?? De Dennison Ramalho????????). E mais: coube a ela o papel de Dona Suely (recriação ficcional de Dona Solange, a censora, em “Magnífica 70”, série da HBO, protagonizada por Simone Spoladore). Creio (intuo), que Juliana Galdino vai ganhar todos os prêmios teatrais da temporada, a começar pela APCA, que se reúne no próximo dia 30. Quem sabe, a partir de agora, a imprensa preste mais atenção e lhe dedique páginas inteiras. É o que ela merece.

*******XII FESTIVAL DO CINEMA
ITALIANO EM SÃO PAULO

Começa, hoje, no MIS-SP, mostra com 7
filmes de Marcello Mastroianni (1924-1996)
Depois, semana que vem, começará
mostra especial com 16 filmes contemporâneos
da Península. Sessão de abertura no Auditório
do Ipirapuera (segunda-feira, dia 21).
Mostra prosseguirá no Cine
Belas Artes, até dia 30 de novembro.
Cineasta Convidado: Roberto Faenza, diretor de
“Páginas da Revolução” e “A Verdade Está no Céu”

****MOSTRA RUTH
DE SOUZA, EM SÃO PAULO:
Abertura nesta quarta-feira
Debate: quinta-feira, 19h30, no CCBB-SP,
com Jeferson De, entre outros.
O debate seguinte, em outro dia,
terá Audálio Dantas na mesa.

**** MOSTRA AFRICA(S):
CINEMA E REVOLUÇÃO
No Belas Artes-SP, com vários convidados de Moçambique,
Guiné Bissau (Flora Gomes) e Brasil. Nesta quarta-feira, RUY GUERRA participa de debate com cineastas africanos. Na tela, filmes africanos de Santiago Álvares (Cuba), Jean Rouch (França), Flora Gomes (Moçambique), Margarida Cardoso (Kuxa Kanema, de Portugal), Ruy Guerrea, Murilo Salles, entre outros (Brasil).
programação completa em
www.mostraafrica.com

****MOSTRA MOSFILM –
CINEMA RUSSO (BRASIL)
Na Cinemateca Brasileira,
de 22 a 27 de novembro.
Na noite inaugural,
“Alexandre Nevsky”,
de Sergei Eisenstein.
Música de Sergei Prokofiev.
Promoção CPC-UMES.

***** JEAN-LOUIS COMOLLI:
Vejam, no blog do Zanin (Portal Estadão),
matéria sobre passagem de Comolli pelo Brasil (DOC SP)

*****LIVRO, LEITURA E INCLUSÃO
SOCIAL NO SERTÃO BAIANO:

A Biblioteca do Paiaiá
(no sertão da Bahia)
lançou em parceria com a
Universidade Estadual de
Feira de Santana o livro:
“Livro, Leitura e Inclusão Social no Sertão Baiano.
O livro está à venda na livraria da UEFS,
email: editora@uefs.
ou pelo telefone 75-3161-8380.
Um abraço, Geraldo Alagoinhas

****”LEITE DERRAMADO”, DE
CHICO BUARQUE E ROBERTO
ALVIM, APLAUDIDO
CALOROSAMENTE E DE PÉ
NO SESC ANCHIETA PAULISTANO

******”LEITE DERRAMADO”,

MONTAGEM DE ROBERTO ALVIM,

A PARTIR DO LIVRO HOMÔNIMO DE

CHICO BUARQUE, PROTAGONIZADA

pela grande atriz Juliana Galdino. No Sesc Anchieta.

Ontem, 13 de novembro, foi o último dia da temporada. A procura foi tata,

que houve sessão extra às 16hOO. Viemos de Santos para ver a sessão dos

dezoito horas. Saíam da função anterior as atrizes Tuna Dwek e Maria Fernanda

Cândido (que estão juntas, sob direção de Jô Soares, no Teatro Sesi-Fiesp) e

o jornalista Orlando Margarido. Nos unimos para esta foto (ver no Blog Almanakito),

em homenagem ao LEITE DERRAMADO de palavras, de Chico Buarque, e ao

LEITE DERRAMADO teatral, esta arrebatadora montagem de ALVIM, aplaudida

calorosamente de pé. ****UMA PERGUNTA: por que espetáculos que estão

lotando teatros fazem temporadas tão curtas?? Foi assim com CARTOLA,

protagonizada por Flavio Bauraqui. E VIVA JULIANA GALDINO!

Anúncios