DOMINGOS OLIVEIRA 80/50

+ SNOWDEN: vejam matéria sobre
as dificuldades que Oliver Stone teve
para realizar seu ultimo filme

Rô Caetano
Maria do Rosário Caetano
Blog: www.almanakito.wordpress.com

*******Sessão gratuita
com debate de BR 716

*****LONGA “BR 716”,
ESTREIA NOS CINEMAS
EM 17 DE NOVEMBRO

* 80/50 – OITENTA/CINQUENTA
*******Domingos Oliveira fez 80 anos.
E venceu o Fest Gramado

com um filme em preto-e-branco,
“BR 716”. Não se trata de nome de estrada, mas de uma rua, a Barata Ribeiro, território boêmio da juventude carioca do escritor, cineasta, ator, dramaturgo, enfim, homem de mil ofícios.
***Há exatos 50 anos, ele venceu o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro com seu primeiro longa-metragem — “Todas as Mulheres do Mundo” — também em preto-e-branco. Os dois filmes têm muito em comum. São encantadores. Domingos não atua nem em “BR 716”, nem atuou em “Todas as Mulheres do Mundo”. Como não é bobo, deu uma de Fellini: escolheu homens bonitos para interpretá-lo (Mastroianni, o deus pensinsular corporificou o diretor de “A Doce Vida”). Primeiro, Domingos escalou Paulo José. Agora, Caio Blat. No debate de Gramado, Domingos, que como Paulo José enfrenta os males do Parkinson, esparramou alegria e franqueza, além de respostas inteligentes. Quando alguém quis saber por que, depois de tantos filmes coloridos, realizou um longa-metragem em preto e branco, ele não apelou para nenhuma “teorese”. Disse, na lata: “trata-se de um filme de época (véspera do Golpe de 1964). Se fosse a cores, os problemas de produção (reconstituição de época) seriam evidentes. Em preto-e-branco, não”. Na noite de entrega dos trofeus Kikito, premiaram sua deliciosa “trilha sonora”. Como estamos acostumados a ver premiados nesta categoria os filmes que têm trilha original (antes do anúncio do “kikitável”, o trilheiro Antonio Pinto, de “Cidade de Deus”, dera aula sintética sobre o assunto), Domingos, escorado em sua língua ferino-amorosa, mandou ver: “acabo de ganhar o Kikito de melhor disc-jockei”. *******E não percam o delicioso “BR 716” por nada deste mundo. O filme estreia dia 17 próximo e terá pré-estreia (e debate com Caio Blat e Sophie Charlotte) nesta segunda-feira, dia 7, no Itaú Frei Caneca (20h00).

****SNOWDEN:
vejam matéria sobre as
dificuldades que Oliver stone teve
para realizar seu último filme

Apple y BMW intentaron que
no se filmara Snowden: Oliver Stone
http://www.jornada.unam.mx/2016/11/01/espectaculos/a09n1esp

Anúncios