ALMANAKITO (03-11-16) + FLASHES (NOVOS) DA MOSTRA SP 2016 + NA FOTO, PARTE DO JURI OFICIAL E OS APRESENTADORES + MOSTRA AFRICA(S) + EL AMPARO + VERMELHO RUSSO NA MOSTRA MOSFILM III??? + EL OLIVO + GIORGETTI + CHILE: 50 MELHORES FILMES

Rô Caetano
Maria do Rosário Caetano
Blog: www.almanakito.wordpress.com

***ALMANAKITO
QUINTA-FEIRA (03-11-16)

+ VENCEDORES DA MOSTRA SP ANO 40 (NOVOS FLASHES) + MOSTRA AFRICA(S) + EL OLIVO + GIORGETTI + BILHETERIAS + SORRENTINO + MOSFILM: VERMELHO RUSSO (Gente, este delicioso filme brasileiro, filmado integralmente em Moscou, tem que passar na Mosfilm III, na Cinemateca Brasileira!!!) + CHILE: 50 MELHORES FILMES + FILME DE PETRONIO LORENA: HOJE, NA REPESCAGEM, ASSIM COMO A MULHER DO PAI.

****MOSTRA INTERNACIONAL
DE CINEMA DE SÃO PAULO,
ANO 40 (2016)

****Na lista abaixo, os premiados
pelo juri oficial, pela Crítica, pelo Público,
pela SPCine e pela Associação dos
Roteiristas + Flashes novos.

****Grande vencedor
da Mostra Novos Diretores foi o
venezuelano “El Amparo”. Filme
ganhou também prêmio de melhor roteiro

****CRITICA ESCOLHEU O JAPONÊS
“DEPOIS DA TEMPESTADE”, DE KORE-EDA,
E O BRASILEIRO “PITANGA”.

****PRÊMIO ABRACCINE “PARA FILME BRASILEIRO DE DIRETOR ESTREANTE” COUBE AO GAÚCHO-URUGUAIO “A MULHER DO PAI”

**** PÚBLICO CONSAGRA “MARTÍRIO”, COMO MELHOR DOC, E “ERA O HOTEL CAMBRIDGE”, MELHOR FICÇÃO.
Ambos receberam Prêmio SPCine, em
dinheiro, além do Trofeu Bandeira Paulista.

*****PREMIADOS DA
MOSTRA SP ANO 40:

JURI OFICIAL:

****Melhor filme: “El Amparo” (Venezuela), por unamidade.
O mesmo filme recebeu o prêmio de “melhor roteiro (Karin Valecillos), atribuído pela Abra (Associação Brasileira de
Roteiristas e Autores).

*** Prêmio Especial para as atrizes Mirjana Karanovic (creio que ele é sérvia, digamos ex-iugoslava), por “A Boa Esposa”, e Lene Cecilia Spark, do iraniano “Sámi Blood.

*** Prêmio Abbas Kiarostami para filmes que apostam na pesquisa de linguagem e temas: MAAT, de Saba Kezemi (Irã).

*** PREMIOS DA CRITICA:

*** Depois da Tempestade (Japão) de Hirokazu Kore-Eda (melhor longa estrangeiro)

*** Pitanga, de Beto Brant e Camila Pitanga: melhor filme brasileiro de diretor não-estreante (Camila é estreante, mas Beto Brant é “veterano”)

*** PREMIO ABRACCINE (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) para filme brasileiro de diretor ESTREANTE: A Mulher do Pai (Brasil-Uruguai), dirigido por Cristiane Oliveira.

***PREMIOS DO JURI POPULAR:

***”Era o Hotel Cambridge”, de Eliane Caffé – melhor ficção brasileira, Prêmio SPCine (R$45 mil).

*** Martírio, de Vincent Carelli – melhor documentário
brasileiro e Prêmio SPCine (R$15mil).

***Gurumbé – Canciones de Tu Memoria Negra, de Miguel
Angel Rosales, da Espanha — melhor documentário
estrangeiro, dividido com…..

*** Gaga, o Amor pela Dança, de Tomer Heyman (Israel)

*** The Handmaiden, do coreano Park Chan-Wook:
melhor ficção estrangeira.

****PREMIO HUMANIDADE:
para Andrzej Wajda (póstumo)

**** PREMIO LEON CAKOFF:
Para Marco Bellocchio (Itália)
Para Antônio Pitanga (Brasil)
Para William Friedkin (EUA)

+ VENEZUELA VENCE O
TROFEU BANDEIRA PAULISTA

+ SESSAO EXTRA DE A MULHER DO PAI,
CREIO QUE HOJE, 16hOO, no lugar de JUNCTION 48.

*****PREMIO ABBAS KIAROSTAMI
PARA O IRANIANO “MAAT”:
A justificativa do juri, que contou com
Vasco Pimentel, o português,
considerado um dos maiores tēcnicos
de som do mundo — trabalha com Wim Wenders–
foi a inventividade do filme. O prêmio se destina,
doravante, a filmes mais experimentais… Ganhou Maat.

***FLASHES DA NOITE
DE PREMIAÇÃO:

* ATRIZ DE KUSTURICA (A BOA ESPOSA, o “História Oficial da ex-Iugoslávia”)

Anúncios