*****FEST GRAMADO 2016 — ANO 44 — Um cineasta causou forte impressão no debate sobre os curtas da mostra competitiva: o mineiro GUILHERME ANDRADE, diretor de A PÁGINA. Ele, que tem 19 anos, fez este que é seu primeiro curta-metragem aos 17. E para protagonizá-lo convidou duas grandes atrizes paulistas: Denise Wainberg e Fernanda Viacava. Depois deste curta, já selecionado para nove festivais (alguns deles internacionais) ele já realizou mais dois curtas (ainda inéditos). A PAGINA, que poderia chamar-se, zurlinianamente, DOIS DESTINOS, ou a la De Sica, DUAS MULHERES, acompanha o sofrimento de duas mães. Uma (Denise Weinberg) perde um filho, jovem universitário, assassinado. A outra (Fernanda Viacava) é mãe do jovem que cometeu o assassinato. Já no palco do Palácio dos Festivais, GUILHERME ANDRADE posicionou-se contra aqueles que querem diminuir a idade penal (de 18 para 16 anos). Politizado, de óculos e barba (e aparentando mais que seus 19 anos) ele bradou FORA TEMER. No debate, contou que levou roteiro carregado de diálogos para Denise Weinberg. O leram juntos, num botequim na Praça da República, e a grande atriz sugeriu a amiga Fernanda Viacava para o papel da mãe do jovem assassino. Fernanda, por sua vez, contou que o jovem que faz o papel de seu filho na ficção (só o vemos de costas) é seu filho na vida real. Nos ensaios que precederam as filmagens, as atrizes (e o ator Renato Caldas, que faz o marido da mãe que chora o filho assassinado) foram depurando os diálogos. E muitos deles foram desaparecendo. As duas atrizes praticamente dizem tudo com seus olhares e corpos. Fernando conta que ainda não processou a grande aceitação de seu filme, que iniciou sua bem-sucedida trajetória já num festival internacional (o de Dubai). Mas já pensa em usar a ampla pesquisa que realizou (entrevistando pais que tiveram filhos assassinados e pais de jovens presos) para sedimentar seu primeiro longa-metragem. **********ACOMPANHE FLASHES DIÁRIOS DO FESTIVAL NO site da REVISTA DE CINEMA.

Enviado do Ipad de Rosário

Anúncios