CURUMIM NO OSCAR? + FILMES BRASILEIROS EM SANTOS + MUDANÇAS NA
TV BRASIL (SAMBA NA GAMBOA, SEM CENSURA, ESTAÇÃO PLURAL)

************TV BRASIL ANUNCIA MUDANÇAS EM SUA GRADE (VER NO SITE “COMUNIQUE-SE”)

+ NO CIRCUITO SPCINE:

O IRANIANO “NAHID, AMOR E LIBERDADE” CUJO BONEQUINHO (DE ELY AZEREDO) APLAUDIU DE PÉ + O OTIMO MEXICANO “O MONSTRO DE MIL CABEÇAS”, ENXUTO DRAMA DO MEXICANO RODRIGO PLÁ (77 MINUTOS)

e O CLÁSSICO REBECCA, DE HITCH.

+ CURUMIM, DE

MARCOS PRADO (O FILME
ESCOLHEU O FESTIVAL DO

RIO PARA SUA ESTREIA

BRASILEIRA? TEM CHANCES

NO OSCAR-DOC???)

+ NA COLUNA

DE GENESTRETI,
NA FSP: DIRETORAS BRASILEIRAS
(entre elas Anna Muylaert,

Sandra Kogut, Marina
Person e Vera Egito) ganham

Mostra nos EUA

+ LUIS BUÑUEL NA CAIXA CULTURAL RIO + OTIMO ARTIGO DE FLAVIA OLIVEIRA, HOJE, EM O GLOBO

+ RESERVA CULTURAL NO CAMINHO NIEMEYER DE NITEROI (INAUGURAÇÃO DIA 24 DE AGOSTO, COM “AQUARIUS”) + ELKE MARAVILHA NO CANAL BRASIL

+ CURTA SP 2016 + FRANCOFONIA + URUGUAI + FEST GRAMADO NA REVISTA DE CINEMA + PREMIO GOYA + CINE ITALIANO + BILHETERIAS BRASILEIRAS

+ INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A
MOSTRA DE CINEMA

DE SÃO MIGUEL DO
GOSTOSO (RIO GRANDE

DO NORTE) E PARA
O FEST ARUANDA

(JOÃO PESSOA -PARAÍBA)

+ MÃE SÓ HÁ UMA, DE
ANNA MUYLAERT,
prossegue em três horários, em Santos, no Circuito Miramar, de Adhemar Oliveira. Ao lado de mais dois filmes brasileiros: “Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil”, de Belisário Franca, e “Espaço Além – Marina Abramovich e o Brasil”, de Marco del Fiel. No mesmo circuito estreia o ótimo FRANCOFONIA, do russo Alexander Sokurov.

+ O RUSSO E BEN-HUR — E por falar em russo, estreia hoje, no Brasil, Ben-Hur, versão enxuta (cerca de duas horas) se comparada com a de 1959 (de umas quatro horas). No comando do filme, o russo, nascido cazaque, Timur Bekmanbetov. No elenco, um neto de John Houston e o brasileiro Rodrigo Santoro (interpretando Jesus Cristo). Há muitas diferenças entre os dois filmes. O atual, como não poderia deixar de ser, é bem mais pop. Como Timur Bekmanbetov (55 anos) conheceu a fama com o blockbuster russo “Guardiões da Noite” — um mix de bruxas e vampiros envolvidos numa alucinada briga do Bem contra o Mal

Anúncios