+ TUDO A TEMER + MERITOCRACIA

+ A FISIOLOGIA TEMERISTA

**** TUDO A TEMER — O traidor que assumiu o posto de presidente interino soltou o gogó na imprensa: “não tinha medo de vaia, sabia que o Maracanã vaiava até minuto de silêncio, estava pronto para o que desse e viesse…” Pois na Tribuna de Honra, ignorado por todos os (poucos) chefes de Estado presentes (que evitaram fotos ao lado dele), fazia gestos de extremo nervosismo e não ouvia seu nome anunciado nunca. Era como se não existisse. Quando deu a Olimpíadas por abertas, sem ter seu nome anunciado, e o público reconheceu sua voz, levou vaia.
A imprensa (menos a Folha) escondeu a informação, lembrou
que houve palmas (quantos milionários e apoiadores de seu governo garantido por um golpe parlamentar estavam ali para aplaudi-los???????). Triste país. *****Duas questões:
1…..Sérgio Rodrigues, autor do romance O Drible —- (salvo engano, pois li mais de 30 colunas sobre a festas de abertura) — comentou que o poema de Drummond (lido em português por Fernanda Montenegro, e em inglês, por Judie Dench) foi alterado em nome da causa ecológica, um dos pilares da cerimônia. Ele foi alterado ou condensado (editado)????
2. Creio que o mesmo Sérgio Rodrigues foi o único, apesar do tom crítico de sua coluna, a lembrar que as Olimpíadas no Rio são uma conquista do Governo Lula. Ato corajoso, neste momento em que a grande imprensa faz esforço hercúleo para transformar o pernambucano-paulista num “político desqualificado-e-inelegível”.

Anúncios