*****ALMANAKITO
DOMINGO (30-07-16)

+ CINEMATECA BRASILEIRA + VERDES ANOS (LIVRO & FILME) + DEBATE COM ANNA MUYLAERT (grande amiga de LAERTE: Muy Laerte: esta é uma sacada de Adhemar Oliveira!)

+ ROCCO E SEUS IRMÃOS NO CINESESC

+ ARTIGO DE CRISTINA FERNANDEZ (VALOR) + DEBATE FOLHA: NESTA QUARTA-FEIRA, DE “FOME”, COM BERNARDET (FILME DE CRISTIANO BURLAM)

+ FEST ARUANDA (INSCRIÇÕES ABERTAS) + MILLER & FRIED (não percam este ótimo documentário brasileiro)

+ FEST GRAMADO (DE 26 DE AGOSTO A 3 DE SETEMBRO)

+ VEJAM “BOLA DE SEBO”,
EM DVD DO CPC-UMES.
A anotem em suas agendas:
de 22 a 27 de novembro, na Cinemateca Brasileira:
III FESTIVAL MOSFILM DE
CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO.
A mesma mostra será apresentada em PORTO ALEGRE
(Casa Mario Quintana) de 24 de novembro a 03 de dezembro.

+ JOSÉ ROBERTO TORERO (COLUNA
NA FOLHA E SUPER LIBRIS: SESCTV)

+ “PARA MINHA AMADA MORTA” ESTREIA NO CANAL BRASIL NESTA TERÇA-FEIRA (22h00) + TESTE DE AUDIÊNCIA (COM FILME DE BETSE DE PAULA)

+ REVISTA DE CINEMA 130 (disponível em bibliotecas da Rede Municipal de São Paulo, Gibiteca e Circuito SPCINE).

Amigos: segue um bilhete rápido
nesta manhã de domingo paulistana:

****DEBATE COM PROFESSORES
+ ROCCO E SEUS IRMÃOS (FAMILIA PARONDI):
Ontem tive um sábado intenso. De manhã, revi MÃE SÓ HÁ UMA, na Sala 1 do Espaço Itau Frei Caneca, lotada de professores. Afinal, tratava-se de mais uma atividade do duradouro (15 anos) projeto que aproxima cinema e escola (Clube do Professor) empreendido pela turma do Cine Espaço. Depois, moderei debate entre Anna Muylaert, a diretora e roteirista do filme, seu protagonista, o curitibano Naomi Nero (Pierre/Felipe) e os professores, interessadíssimos, com ótimas perguntas dos docentes. Primeiro pedi que alguns deles citassem a sequência do filme que mais
os havia emocionado. (Em debate no Memorial da América Latina, com público essencialmente jovem, a sequência mais mobilizadora fôra a do PROVADOR DE ROUPA). No debate no Espaço Itaú de Cinema, esta sequência chamou atenção de uma professora, mas nos seis ou sete depoimentos colhidos, foram mais citadas a sequência final (resolvida só no plano da imagem) e a do boliche, na qual Pierre/Felipe grita que foi roubado duas vezes ****** Almoçamos com Anna Muylaert, Adhemar Oliveira & Patrícia Durães, ela, a alma do projeto com os professores, com Margô Oliveira (que acaba de ganhar a primeira neta, Violeta, filha de Felipe & Moara), Orlando Margarido (Zanin e eu). Gastamos a tarde falando, claro, de CINEMA, do PREMIO PLATINO e…. principalmente, da CINEMATECA BRASILEIRA… E foi durante o almoço que soubemos que OLGA FUTEMMA e mais quatro funcionários de alta e especializada qualificação foram reintegrados à instituição (isto, no ano do CENTENARIO DE PAULO EMILIO SALLES GOMES e do ANO 70 da CINEMATECA BRASILEIRA) ******* Encerramos o dia assistindo, no CineSesc, ao monumental ROCCO E SEIS IRMÃOS, de Visconti. Havia um bom público no belo cinema da Augusta. O que vimos
na tela foi uma cópia brilhando de nova, recém-restaurada pela
CINETECA DE BOLOGNA (Il Cinema Ritrovato, projeto que — sob
o comando de Marco Bellocchio & equipe — vem devolvendo ao mundo alguns dos maiores filmes de todos os tempos e de todas as GEOGRAFIAS: de África, Europa, Mundo Árabe, etc). Cópia integral, com dois momentos de grande
violência (o “Simone” de Renato Salvatore primeiro espancando e, depois matando, a prostituta “Nadia”/Annie Girardot) resgatados. Foram censurados na época (comecinho dos anos 1960). Tenho para mim que Rocco e O LEOPARDO são dois momentos magistrais da história do cinema e os momentos mais luminosos da impressionante carreira do “duque vermelho”, o nobre-marxista Vucchino Visconti.
*********E há um fato que gosto de relembrar: conheci este filme já
“burra-velha”, ou seja, aos 30/31 anos. Sonhava vê-lo, mas sou do
tempo em que não havia nem VHS. E, nas cinematecas brasileiras,
não havia cópia de ROCCO. Num dezembro, meados dos anos 1980,
estava no Festival de Havana, cobrindo a competição latino-americana para o Correio Braziliense. Com ajuda do saudoso Cosme Alves Netto, embaixador do Cinema de Nuestra América, pedi a ele que me ajudasse a ver o filme em Cuba, fosse onde fosse. Prestigiadíssimo na Ilha, Cosme abriu caminhos para que a Cinemateca de Havana me mostrasse o filme. Contei a história a João Luiz Vieira, professor de cinema da UFF,
e ele foi junto comigo. Assistimos, emocionados, ao filme… Mais de duas décadas depois, revi ROCCO no CineSesc. Hoje tenho bela cópia dele, em DVD, em minhas casas (Sampa e Santos). Mas quisemos (Zanin e eu) revê-lo na tela grande. Tivemos
uma epifania. São três horas de filme (antecedido de um trailer de OS CAMPOS VOLTARÃO, de Ermano Olmi). Dois momentos me deixaram em estado de graça: o encontro de Rocco/Delon com a prostituta Nádia no imenso pátio cercado de torres do Domo de Milão…….. e, outro momento dos dois, num bonde envidraçado, com edificações milanesas ao fundo… O que Giuseppe Rottunno faz com a imagem deste filme é arrebatador. Chegamos em casa quase à meia-noite. E fomos ler sobre o filme… que não saía de nossas retinas….

O QUE ERA PARA SER UM BILHETE ESTÁ
VIRANDO UM LONGO RELATORIO……

Mas preciso de síntese, pois tenho um monte de coisas por fazer, depois de 4 viagens felizes, mas que me desorganizaram a vida, e uma penca de filme por ver:

1. Então, primeiro registro — e mais uma vez — a importância da recondução de funcionários qualificados aos quadros da Cinemateca.

2. LHES RECOMENDO, com ardor, a leitura da coluna de
Maria Cristina Fernandes, no caderno EU, do Valor Econômico (29-07-16): Título:
JUSTIÇA DE TRANSIÇÃO SEM ATIVISMO – Integrante da Comissão da Verdade, ex-advogada de Dilma custa a entender por que o Judiciário, tão operante no combate à corrupção, abriga tanta leniência na punição dos crimes da ditadura (a ex-advogada é Rosa Cardoso). No mesmo Valor, lhes recomendo matéria de 4 páginas sobre Ricardo Darín (por Elaine Guerini e Pedro Butcher).

3. Não deixem de ver BOLA DE SEBO,
clássico soviético, em DVD do CPC-UMES. *** PAUL LEDUC — Assistam, no youtube, ao discurso de PAUL LEDUC, proferido na festa de entrega dos prêmios aos melhores do CINEMA MEXICANO, dois meses atrás (quando ele ganhou o ARIEL DE OURO pelo conjunto de sua obra, que inclui dois clássicos: REED E FRIDA). E ouçam, também, o discurso de RICARDO DARÍN (Platino de Honor, em Punta del Este, Uruguai).

4. OSCAR DE FILME ESTRANGEIRO
— Já está montada a comissão brasileira que vai escolher o candidato brasileiro ao Oscar de melhor filme estrangeiro????? Quem define o nome dos integrantes da Comissão????? A Academia Brasileira de Cinema (na Colômbia é a Academia Colombiana de Cinema) ou a SAv-MinC??? Quais são os mais fortes candidatos???? — “Aquarius” é o primeiríssimo, claro (e torcemos para que o Governo interino não PERSIGA o filme por causa dos protestos em Cannes: seria baixo demais!!!).
NOTAS nos jornais falam em ficção (“Pequeno Segredo”) de David Schurmann, de família velejadora, sobre a pequena menina por eles adotada (e que fazia parte de documentário por Schurmann lançado anos atrás). Há também “Mãe Só Há Uma”, de Anna Muylaert… E há também quem fale no melô-pancadaria “Mais Forte que o Mundo – A História de José Aldo”……. Quem tiver o calendário do Oscar (categoria Filme Estrangeiro) e puder me mandar, agradeço (até quando o filme-pretendente
tem que estrear no Brasil??? quanda a comissão será integralmente indicada??? quando se reunirá?? E mais: a lista integral dos inscritos brasileiros, etc).

5. NOVO LIVRO COM
INEDITOS DE LIMA BARRETO
(quandooooooo
o grande escritor black brasileiro
será homenageado pela FLIP????)

++++ Lhes recomendo o livro
POR QUE GRITAMOS GOLPE?,
com artigo de 30 intelectuais e políticos, ilustrações da criativa e contundente LAERTE + fotos do COLETIVO MIDIA NINJA e de Anna Luiza Muller (Anna é a autora da foto da equipe de AQUARIUS, em protesto no tapete vermelho de Cannes).
Publico, aqui, para não errar nunca mais, o perfil de
Laerte (que retiro do livro acima citado):
“Laerte Coutinho é uma autora de quadrinhos, cartuns e charges. É uma das criadoras da revista Balão e da empresa Oboré. Publicou seu trabalho nos maiores periódicos nacionais e participou da redação dos programas TV Pirata, TV Colosso e Sai de Baixo, da rede Globo. Apresentou o programa Transando com Laerte, no Canal Brasil”
+ MILLER & FRIED: O
INGLÊS E O MULATO ALEMÃO
(não percam este belo documentário brasileiro).
Um filme sobre a história de um esporte nascido na Inglaterra que se aclimatou ao Brasil de forma impressionante. E que papel tiveram nesta história dois descendentes de estrangeiros: o filho de britânicos Charles Miller e o neto de alemão com mulata brasileira, Arthur Friedenrich. Tudo temperado com o
a genial UM A ZERO, de Pixinguinha e Benedito Lacerda!!!!!!!!
******TORERO em crônica esportiva
(olímpica) hoje, na Folha. uma delícia!!!!!!!!
***** NESTA TERÇA-FEIRA, À NOITE, tem filme de Betse de Paula (sobre Alice Gonzaga) no TESTE DE AUDIÊNCIA, no Cine Caixa Belas Artes.
********MARIO DE ANDRADE
******SITE DA EXPOSIÇÃO
MORADA DO CORAÇÃO PERDIDO

http://oficinasculturais.org.br/mariodeandrade/

prezada Maria do Rosário,

vamos deixar o cinema de lado por um momento e nos dedicar a entender um pouco do Brasil. consulte o endereço do site da exposição permanente, montada na rua Lopes Chaves, na casa do Mário de Andrade. quando o abrir aparecerá na página inicial uma frase de Mário com uma foto de fundo. clique na frase e ela será substituída assim como a foto de fundo, em seguida repita o gesto sucessivamente. a combinação de frase e foto de fundo é arbitrária e combinatória. É a minha interpretação para o célebre verso: Eu sou trezentos, trezentos-e-cinquenta.
o site se pretende uma extensão da exposição
MORADA DO CORAÇÃO PERDIDO

com abraço do calil

Endereço do site
Morada do Coração Perdido

http://oficinasculturais.org.br/mariodeandrade/

Anúncios