MOSTRA “O CINEMA DE MURILO SALLES – O BRASIL
EM CADA PLANO” (NA CAIXA CULTURAL RIO)

+ MOSTRA “O CINEMA
DE MURILO SALLES – O
BRASIL EM CADA PLANO”
REÚNE NO RIO (NA CAIXA CULTURAL),
todos os longas do realizador (ficcionais e documentais)
e alguns de seus curtas-metragens. Nesta terça-feira, dia 19 de julho, às 18h30, será exibido programa com os curtas “Carro de Boi”, de Humberto Mauro (fotografado por Murilo Salles), “Sebastião Prata ou, Bem Dizendo, Grande Otelo”, de Murilo e Ronaldo Foster, “Es Tu Brasil – Tunga” e, também, “Pornografia”, este fruto de parceria de Murilo com Sandra Werneck (este curta teve sua exibição interditada em Gramado, pois, para protestar contra medidas do Governo Collor (empreendidas contra o cinema brasileiro), a dupla usou imagens de ato sexual acompanhado da execução do Hino Nacional. Para que o filme fosse exibido, teve que ser privado de sua trilha sonora. Luiz Carlos Barreto não se fez de rogado e comentou: “Era SOM o que faltava!”. *******Depois da sessão inaugural da Mostra, Murilo Salles (fotógrafo de grandes momentos do cinema brasileiro) vai debater sua obra (como diretor) com o público. E, claro, confessar sua alegria de ter trabalhado com Humberto Mauro e de ter realizado um curta-metragem tendo Grande Otelo como sua razão de ser. Apaixonado perdidamente pelo Brasil (vide o título da Mostra), Murilo tornou-se diretor de curtas que participaram do Festival JB. Depois, realizou um documentário em Moçambique (“Estas São as Armas”). Fotografou “Dona Flor”, “Eu Te Amo” e cinematografou (como Edgard Brazil fizera com “Limite”, de Mário Peixoto) “Tabu”, de Júlio Bressane, “Árido Movie”, de Lírio Ferreira (e muitos outros filmes). A Mostra
O BRASIL EM CADA PLANO contará com catálogo especial,
contendo textos críticos sobre a obra do realizador, fichas técnicas e sinopses. Nos anos 1990, Murilo enviou comovente carta ao jornal O Globo, naquele momento em que o cinema brasileiro vivia uma de suas maiores crises (a da Era Collor). Na carta (que reproduzi no meu livro “Cineastas Latino-Americanos, Entrevistas e Filmes” – Editora Estação Liberdade, 1997), Murilo externa seu orgulho de ser um cineasta brasileiro, citando diretores e
filmes que o enchiam (enchem) de orgulho.
FILMOGRAFIA
DE MURILO SALLES:
. Nunca Fomos Tão Felizes
. Faca de Dois Gumes
. Todos os Corações do Mundo (doc)
. Como Nascem os Anjos
. Seja o Que Deus Quiser
. És Tu, Brasil (doc)
. Nome Próprio
. Arte Brasileira Contemporânea (doc)
. Passarinho Lá de Nova Iorque (doc)
. Aprendi a Jogar com Você (doc)
. O Fim e os Meios

+ ROMA, CIDADE ABERTA,
DE ROSSELLINI, NO FILMES
QUE MARCARAM ÉPOCA (CANAL CURTA!)

+ “O SOM DO VINIL”, HOJE, COM IVAN LINS,
NO CANAL BRASIL, 21h30. PROGRAMA
DE CHARLES GAVIN.

+ AMANHÃ TEM CINEJORNAL ,
CANAL BRASIL, 21hOO

+ “BOLA DE SEBO”, PRODUÇÃO SOVIÉTICA,
EM DVD CPC-UMES: aguarde detalhes
NA FESTA DOS PREMIOS PLATINO

ROBERTA SÁ

será uma das apresentadoras da
terceira edição dos
PRÊMIOS PLATINO DE CINEMA
IBERO-AMERICANO

A cantora entregará o prêmio
de “Melhor Música” na
cerimônia
de Gala que acontece dia 24 de Julho,
em Punta del Leste, no Uruguai

DA ASSESSORIA DE IMPRENSA

A cantora Roberta Sá estará em Punta del Leste no dia 24 de julho, para a Grande Gala dos Prêmios Platino do Cinema Ibero-Americano, onde será a apresentadora do Prêmio Para Melhor Música Original. O Canal Brasil exibirá a premiação a partir das 22h de domingo, dia 24.

Roberta Sá apresentará o prêmio acompanhada pelo ator de cinema e TV americano Jencarlos Canela, protagonista de produções de sucesso dos canais NBC e Fox, e pelo ator boliviano Reynaldo Pacheco, que já participou de produções em Holywood ao lado de astros como Sandra Bullock, Billy Bob Thorton e Gary Sinise.

Atualmente em turnê com o novo show “Delírio”, vinda de apresentações em Londres, Lisboa. Amsterdã, Paris e Madri, Roberta Sá também apresentará com sua banda em Montevideo, dia 21 de julho, no Teatro Solis.

Os concorrentes ao Prêmio de Melhor Música Original nos Prêmios Platino são: Alberto Iglesias (por Ma Ma, Espanha), Federico Jusid ( por Magallanes, Peru/Colômbia/Argentina/Espanha), Lucas Vidal (por “Nadie quiere la Noche, Espanha), Nascuy Linares (por O Abraço da Serpente, Colômbia/Venezuela/Argentina) e Pascual Reyes (por “ Ixcanul” Guatemala.

***ALINOR AZEVEDO

IMAGENS FOTOGRÁFICAS DO

ROTEIRISTA DE “MOLEQUE TIÃO”

E “SOMOS TODOS IRMÃOS”.

E COLABORADOR DE

“CIDADE AMEAÇADA” E

“ASSALTO AO TREM PAGADOR” (*)

******Um agradecimento público

a José Carlos Monteiro e a

Vânia Venâncio Alinor Azevedo.

Anúncios