GUILHERME KARAM NO CINE CEARÁ
+ VINCENT LINDON NO VALOR ECONÔMICO.

POR LUIZ CARLOS LACERDA – Cineasta:

GUILHERME KARAM descansou depois de tanto sofrimento ! Um querido ! Nos divertimos muito num Festival de Gramado.E ele “salvou” a filmagem da Banda de Ipanema no meu filme LEILA DINIZ. Um dos líderes da Banda, que ia coroar a atriz Louise Cardoso como Leila Diniz,, na hora da filmagem, pulou fora, bêbado. E ele, que passava ali por acaso, não teve dúvida : pegou uma roupa extra que a figurinista levou, vestiu-se e lá está ele – eternizado no meu filme.Um grande ator, ícone do teatro que se convencionou chamar de Besteirol, estrela da TV PIRATA, e de muitos filmes brasileiros, uma grande pessoa humana, que só fez amigos.Muito triste !

********GUILHERME KARAM NO CINECEARÁ****** ESTA FOTO, de minha autoria, registra a última vez que vi o ator Guilherme Karam. Ele estava no CINE CEARÁ (2002 ou 2004????) pois integraria o elenco original do filme ” A Ilha da Morte” (2006), de Wolney Oliveira (na foto, de vermelho). Também fariam parte do filme os atores CHICO DIAZ e CAIO JUNQUEIRA. E a cubana LAURA RAMOS. Por mudanças no projeto, o filme, que falava de um grupo dedicado ao CINEMA DE BORDAS, em San Antonio de los Baños, nos arredores de Havana, década de 50, foi integralmente rodado em Cuba, com elenco cubano. Curioso lembrar que Guilherme era filho do ex-ministro da Marinha (Governo Figueiredo) Almirante Alfredo Karam.

Anúncios