*****NUM MOMENTO EM QUE VIVEMOS O
OBSCURANTISMO DE UM GOVERNO DE
MACHOS-BRANCOS-OLIGÁRQUICOS, NADA
MELHOR QUE DESTACAR O TIME DE MULHERES QUE
ARREBENTOU A BOCA DO BALÃO NO CINE PE 2016, FEST RECIFOLINDA. AS REPRESENTANTES FEMININAS VENCERAM OS TRÊS PRINCIPAIS PRÊMIOS DO FESTIVAL: MELHOR LONGA-METRAGEM PARA DEBY BRENNAND (DANADO DE BOM),
MELHOR CURTA NACIONAL PARA MARCELIA CARTAXO (COM REDEMUNHO) e melhor curta pernambucano PARA CAROL CORREIA (com MARIA).
NESTA COLAGEM DE FOTOS, VEMOS DEBY CERCADA POR SUA PRODUTORA, MARIANNE BRENNAND FORTES E POR JORDANA BERG, SUA MONTADORA (de preto). NAS FOTOS SEGUINTES, MARCELIA CARTAXO E CAROL CORREIA.
******COMO SAÍ DO CINE PE DIRETO PARA FERNANDO
DE NORONHA —- E LÁ FIQUEI OCUPADA COM AS BELEZAS DO
ARQUIPÉLAGO (E TOMADA PELA DOR PROFUNDA DE VER
O BRASIL DEVOLVIDO ÀS OLIGARQUIAS MACHO-BRANCAS)
NÃO TIVE TEMPO DE ESCREVER UM BREVE BALANÇO DA
PREMIAÇÃO PERNAMBUCANA. E SÓ O FAREI DEPOIS QUE
REGRESSAR À CAIÇARA SANTOS, ASSIM QUE FINDAR A
IDA AOS CINEMAS PARA VER UMA FARTA PENCA DE FILMES ACUMULADOS. E DE ASSISTIR, SE POSSÍVEL, À NOVA MONTAGEM DA COMPANHIA
DO LATÃO, AMBIENTADA EM ESPAÇO METALURGICO.
********P.S. – NA MOSTRA DE CURTAS PERNAMBUCANOS,
A MELHOR DIREÇÃO COUBE A
OUTRO NOME FEMININO:
Tauana Uchoa, diretora de NAO TEM SÓ
MANDACARU e A VIDA EM UMA VIAGEM.

Enviado do Ipad de Rosário

Anúncios