*******CINE PE 2016 (FEST RECIFOLINDA) — Reencontrei, hoje, muitos anos depois, o pernambucano ARTUR GOMES DOS SANTOS, realizador de um dos melhores curtas — TROPEIROS — do projeto REVELANDO OS BRASIS, parceria do Instituto Marlim Azul, do Espírito Santo, com a MinC. Artur veio ao Hotel Sete Colinas, em Olinda, assistir ao debate A IMAGEM DO NORDESTE NO CINEMA BRASILEIRO, que reuniu os atores MAEVE JINKINGS e RENATO GÓES, o professor universitário STEPHEN BOCSKAY, a co-diretora do CINE PE, Sandra Bertini, e a jornalista Rô Caetano. No final, matamos saudades e lembramos a melhor sequência do filme: os tropeiros fazendo café na pedra. Ou seja, fervendo a água e o pó com uma pedra super-aquecida numa fogueira. ARTUR, que é comerciante, foi picado pelo cinema. Diz que tem um equipamento modesto e com ele registra suas andanças pelo interior. Mas não concluiu nenhum novo curta.

Enviado do Ipad de Rosário

Anúncios